Um roteiro para o turista LGBT

Conheça alguns passeios que podem ser incluídos em meio à  Semana da Diversidade  e  Parada Gay de Salvador

Fotos aéreas do Carnaval 2011 Na foto: Foto Manu Dias/AGECOM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seja na Cidade Alta ou na Baixa, atrativos não vão faltar para os turistas que vierem para a II Semana da Diversidade e 12ª Parada Gay de Salvador. Além dos seminários, feiras e shows previstos no evento, os visitantes podem aproveitar os mais variados roteiros na capital baiana, Baía de Todos-os-Santos, Litoral Norte e Recôncavo.

Tem passeios para todos os gostos, desde admirar um pôr do sol no Farol da Barra, um mergulho nas piscinas naturais da Praia do Forte ou até mesmo uma visita para conferir a exposição no Palacete das Artes. A Bahia tem atualmente 40 roteiros promovidos pela Bahiatursa, destes, oito incluem Salvador.

ACOLHIMENTO E RESPEITO - “Nós temos convicção que esse público não quer frequentar apenas ambientes LGBT. Esse público não quer se hospedar apenas em hotéis, em pousadas LGBT. Na verdade, o que esses turistas esperam é bom acolhimento e o respeito”, diz Weslen Moreira, diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa. 

Em Salvador, um tour étnico também pode ser uma das opções, com passeios pelo Centro Histórico, Pelourinho, Bairro da Liberdade com visita à sede do bloco afro Ilê Ayê. Quem quiser pode se aventurar pelo “Caminho dos Orixás”, um roteiro afro-religioso com visitas aos terreiros de candomblé, Dique do Tororó e Igrejas símbolos do sincretismo religioso na Bahia, como a Rosário dos Pretos e Senhor do Bonfim.

BAÍA, RECÔNCAVO E COSTA DOS COQUEIROS

Tem roteiros de 3 a 9 dias. Para quem tiver um pouco mais de tempo, além de Salvador, vale fazer um passeio de escuna pela Baía de Todos-os-Santos e também conhecer a diversidade histórica dos municípios do Recôncavo Baiano, como São Francisco do Conde, Cachoeira, Santo Amaro, São Félix e Maragojipe.

Quem gosta de praia e também tiver um tempo livre na programação, vale a pena conhecer o Litoral Norte, visitar o projeto Tamar, o Castelo Garcia D Ávila e nadar nas águas mornas da Praia do Forte, que fica a 50 quilômetros da capital baiana. Ainda na Linha Verde, um pouco pra frente da Praia do Forte, é possível conhecer Massarandupió, a primeira praia de naturismo no estado.

UM PASSEIO GASTRONÔMICO

Do apimentado tempero da cozinha típica, à fartura de cores e sabores, a Bahia é um polo gastronômico. Em toda a cidade são muitos os pontos para provar e conhecer essas delícias.  No Centro Histórico é possível encontrar restaurantes tradicionais de comida baiana.  Para comer apreciando o visual da Baía de Todos-os-Santos, encontram-se restaurantes à beira-mar especializados na cozinha mediterrânea.  O acarajé, famoso bolinho frito no dendê, é encontrado em toda a cidade. Vale a pena pedir informações para saber onde tem o melhor. No boêmio bairro do Rio Vermelho, há vários pontos badalados de baianas que vendem a iguaria.

APLICATIVO BAHIA TURISMO

O aplicativo Guia Bahia Turismo, encontrado no Google Play ou no App Store, reúne informações sobre Salvador e mais 11 cidades e localidades turísticas, em conteúdo totalmente georreferenciado, com endereços e telefones de equipamentos turísticos, como bares, restaurantes, empresas de receptivo, parques, terreiros de Candomblé, igrejas e museus, dentre outros.

O georreferenciamento foi feito pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) e permite que os estabelecimentos e pontos turísticos e culturais da cidade sejam elencados a partir do local onde o usuário estiver no momento. Para escolher o melhor roteiro, o turista pode baixar o aplicativo nos sistemas Android e IOS.

#Mais detalhes sobre roteiros e produtos turísticos, programação cultural de Salvador e da II Semana da Diversidade e 12ª Parada Gay podem ser encontrados no portal oficial de turismo do estado (www.bahia.com.br).

 

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863