Turismo consolida estratégia de inovação,qualidade e integração econômica

Em 2012, o setor de turismo da Bahia viveu um ano de importantes transformações, com avanços significativos em diversas áreas como promoção, qualificação profissional e captação de recursos para investimentos em infraestrutura, em ações que fazem parte da estratégia denominada Terceiro Salto do Turismo da Bahia.

Líder na atração de turistas na região Nordeste e terceiro destino do país em viagens aéreas, com um fluxo turístico anual de 11 milhões de visitantes, segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a Bahia recebe cerca de 5,5 milhões de pessoas de outros estados do Brasil, 558 mil estrangeiros e outros 5 milhões de baianos que viajam pelas suas 13 zonas turísticas. “São números que credenciam a Bahia para buscar mais investimentos junto ao Governo Federal e também agentes externos de financiamento, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento”, afirma o secretário Domingos Leonelli.

E foi exatamente isso que o Governo do Estado fez no ano de 2012, com as negociações que praticamente garantiram o financiamento de US$ 85 milhões do próprio BID para a requalificação da Baía de Todos-os-Santos, principal projeto da história recente do turismo da Bahia. O contrato entre a instituição financeira e o governo estadual já foi aprovado pela Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda, e agora está na Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento. “Vamos dotar essa zona turística de toda a infraestrutura necessária para receber visitantes de todo o mundo, fortalecendo o turismo náutico no Estado e redescobrindo a Baía de Todos-os-Santos, que é um distrito turístico-cultural”, completa Leonelli.

Ainda no que se refere a investimentos públicos, 2012 foi marcado pelo avanço nas obras da Feira de São Joaquim, que contam com R$ 60 milhões em investimentos do Ministério do Turismo e também do Governo do Estado. Já foram executados, pela Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), serviços como a construção do galpão onde está funcionando parte da feira, demolição de antigos boxes e intervenções na área da enseada, que ganhará restaurantes e bares. A previsão é que a recuperação da feira termine em 2014.

Na área de capacitação, o Estado bateu a meta de qualificar profissionais e empresários, num período de seis anos, chegando ao número de 12 mil pessoas beneficiadas. Os programas da Secretaria do Turismo, em conjunto com o Ministério do Turismo e outros parceiros abrangeram diversas zonas turísticas como a Baía de Todos-os-Santos, Costa dos Coqueiros, Chapada Diamantina, dentre outros. “Para o próximo ano, pretendemos capacitar cerca de 1 mil profissionais de turismo e também 1 mil taxistas em cursos de inglês, espanhol e Língua Brasileira de Sinais (Libras)”, disse a superintendente de Serviços Turísticos da Setur, Cássia Magalhães.

Preparativos para a Copa a todo vapor

A Bahia também está se preparando para receber os megaeventos esportivos como a Copa das Confederações, já em 2013, e a Copa do Mundo de 2014. Para isso, somente a área do turismo investirá R$ 280 milhões em projetos que vão desde infraestrutura até qualificação profissional e promoção do destino.
Na área de sinalização turística e acessibilidade de Salvador, serão investidos R$ 7 milhões em obras que beneficiarão os sete pontos mágicos, principais cartões-postais da cidade.

Em qualificação profissional, 5 mil pessoas receberão treinamento em idiomas, através do Pronatec Copa, programa dos ministérios da Educação e do Turismo, que na Bahia são coordenados pela Secretaria do Turismo e Instituto Federal de Tecnologia (Ifba). Em 2012, as aulas de inglês, espanhol e Língua Brasileira de Sinais foram iniciadas para mais de 1 mil pessoas, incluindo garçons, profissionais de hotelaria, policiais e integrantes da Guarda Municipal de Salvador.
São pessoas como o garçom Jurandir Silva, que é um dos mais empolgados com os cursos. Em menos de três meses de aula, ele arrisca algumas frases em inglês e garante que estará “afiado” para a Copa de 2014.

Promoção - Para a área de promoção, diversas ações já começaram a ser realizadas. Em 2012, a Bahiatursa participou de feiras em países como a França, Espanha, Inglaterra, Alemanha e Argentina, buscando parcerias com agências e operadoras de viagem para atrair turistas para o Mundial de Futebol da FIFA. Uma ação importante foi o evento Goal To Brazil, em Paris, onde os técnicos da Bahiatursa mostraram os potenciais da Bahia.
Em Salvador, o secretário do Turismo, Domingos Leonelli, encontrou-se com representantes de operadoras de viagem mexicanas, credenciadas pela FIFA, e ouviu do embaixador da Bélgica no Brasil, Jozef Smets, que o país europeu enviará 4 mil turistas para a capital baiana, caso os belgas se classifiquem para a Copa.
Já para a Copa das Confederações, a Bahia intensificará as campanhas de promoção na Itália e no Uruguai, países que farão partidas oficiais pela competição na Fonte Nova, em Salvador.

A previsão da Secretaria do Turismo é que, no período do Mundial, a Bahia tenha um fluxo turístico de 700 mil pessoas, sendo 70 mil estrangeiros.

Eventos ajudaram a consolidar a Bahia como líder do setor no NE

O ano de 2012 foi considerado um marco pelo trade que representa o setor, pois Salvador sediou a primeira edição do Salão Baiano de Turismo, evento que representa uma importante ação de marketing para a divulgação do Estado como destino. Cerca de 10 mil pessoas foram conferir de perto os atrativos de um mundo chamado Bahia, em quatro dias de Salão.

Dezenas de operadores brasileiros e estrangeiros participaram do evento, que também reuniu um pouco da mostra gastronômica, cultural e de atrativos naturais das 13 zonas turísticas baianas. “Tivemos ainda rodadas de negócios e palestras com renomados especialistas que discutiram diversos temas ligados ao turismo, assim como a maquete da Bahia, uma nova ferramenta de divulgação do Estado”, disse a chefe do Departamento de Planejamento e Marketing da Bahiatursa, Isabela Casales.

Para 2013, o Salão será realizado paralelamente à Feira da Abav Bahia e BNTM, este último organizado pela CTI Nordeste.
Além do Salão do Turismo, dois outros eventos ajudaram a atrair visitantes para Salvador, como o projeto São João da Bahia e o GP Bahia de Stock Car. No São João, os pacotes vendidos pela CVC para o Estado atingiram 35 mil unidades. Já o GP Bahia de Stock Car atraiu cerca de 10 mil pessoas para a cidade, gerando algo em torno de R$ 20 milhões para a economia local.

Além desses eventos de grande porte, a Bahiatursa apoiou dezenas de competições esportivas, festivais gastronômicos e musicais, em todas as zonas turísticas do Estado, ajudando a fomentar a interiorização do turismo, como o apoio aos festejos de São João. “A empresa também participou de feiras e workshops em diversos mercados emissores como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro”, aponta Fernando Ferrero, diretor de Mercado Nacional.

LGBT – Também em Salvador, a Bahiatursa apoiou a 1ª Semana da Diversidade, evento que atraiu milhares de visitantes para a cidade, no mês de setembro. “A ampliação do evento, que antes era só a Parada Gay, para Semana da Diversidade dá uma outra dimensão, ajudando a melhorar a ocupação hoteleira e movimentar a cadeia produtiva do turismo”, afirmou Weslen Moreira, diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa.

Atração de voos internacionais e investimentos privados também estão entre as ações da Setur e Bahiatursa

No ano de 2012, a Bahia ganhou um novo voo de Portugal, a garantia de 16 charters da Argentina, no verão, assim como uma frequência extra de Madri, na Espanha. Dos Estados Unidos veio a notícia da American Airlines de que os voos entre Miami e Salvador passaram a ser sem escalas, cinco vezes por semana.
Atualmente a Bahia tem 25 frequências semanais para países como Alemanha, Espanha, Portugal e Estados Unidos (diretos) e para a Argentina, através de conexão com o Rio de Janeiro ou São Paulo. “Os voos diretos nos ajudam a fazer da Bahia o terceiro destino internacional entre os estados brasileiros que recebem turistas vindos de avião”, disse a diretora de Mercado Nacional da Bahiatursa, Rosana França. De acordo com dados da Fipe, a Bahia recebe cerca de 560 mil estrangeiros por ano.

 

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863