Targino Gondim anima penúltimo dia de festa no Centro Histórico

Targino Gondim: o Pelourinho  é um lugar consagrado Foto: Elói Corrêa/ GOVBA

Targino Gondim: o Pelourinho é um lugar consagrado Foto: Elói Corrêa/ GOVBA

O penúltimo dia de festa no Pelourinho, nesta terça-feira (23), véspera do feriado de São João (24), foi marcado por shows de artistas consagrados. O cantor Targino Gondim, que em 2015 completou 20 anos de carreira, aproveitou a ocasião para homenagear Dominguinhos e Luiz Gonzaga, referências do forró nordestino.

Ele dividiu o palco com os artistas Edu Casanova e Marquinhos Café, que também fizeram o público dançar agarradinho. Para Targino Gondim, cantar no Centro Histórico tem sido especial. “O Pelourinho é um local onde surgem muitas manifestações culturais. Aqui é um lugar consagrado e a gente pode resgatar o forró tradicional”.

O cantor ressalta que as características do local – as cores das edificações, a arquitetura e as pedras que revestem o chão – ajudam as pessoas a entrar no clima festivo. “É sempre um prazer tocar aqui, principalmente em um período tão especial, como o São João, em um ano importante para a minha carreira”, diz o artista.

Carlos Pita, a banda As Coleguinhas e o forrozeiro e poeta Dorgival Dantas também se apresentaram. Carlos Pita misturou ritmos e agradou aos forrozeiros. “O meu show é a mistura que faço de forró e rock. No palco, a zabumba, o triângulo e a sanfona [interagem] com músicas de cantores como Raul Seixas. Eu acho fantástico levar a proposta de intercâmbio musical para um povo apaixonado por festa”.

Diversão com segurança

Moradora no bairro de Cosme de Farias, em Salvador, Chirlândia Araujo, escolheu o Centro Histórico para levar o filho Rafael, 5 anos, nesta terça (23). O clima de descontração e a presença de policiais militares no local possibilitaram que ela ficasse tranquila enquanto observava o garoto soltando fogos no Terreiro de Jesus.

“Não queria deixar ele mais um dia em casa sem se divertir. Fiquei sabendo, por meio de amigos, que o local está seguro e vim. Toda hora passa um policial, não vi confusão e o Rafa está se divertindo. Para mim é isso que realmente importa”, disse Chirlândia.

A administradora Gilzete Cotias, 35 anos, mesmo soteropolitana, curtiu os festejos em Salvador pela primeira vez. “Este ano eu trabalhei até ontem [segunda, 22]. Hoje [terça, 23] estou de folga e o Pelourinho apareceu como o principal lugar de lazer, onde a gente pode dançar o forró e ver gente. Estou gostando muito. O pessoal está animado e eu acabei me contagiando”.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863