São João da Bahia reforça tradições e diversidade no Pelô

Daniel foi uma das principais atrações da noite de sábado Elói Corrêa/GOVBA

Daniel foi uma das principais atrações da noite de sábado Elói Corrêa/GOVBA

A zabumba está dando o ritmo e a sanfona o tom da alegria no São João da Bahia, que reúne, em todos os largos e praças do Pelourinho, atrações de destaque nacional, além do tradicional forró pé de serra. Neste sábado (20), no Terreiro de Jesus, onde o palco principal é armado todos os anos, o cantor sertanejo Daniel, o forrozeiro Adelmário Coelho, a banda Mastruz com Leite, e o grupo cearense Catuaba com Amendoim foram os escolhidos para fazer o público dançar neste segundo dia de festa, que será encerrado com o show da dupla Matheus e Kauan.

Natural de Araci , interior da Bahia, mas atualmente moradora de Salvador, a bancária Isabela Pinho Carvalho recebeu a família e montou uma caravana com cerca de dez pessoas para passar a noite no Terreiro de Jesus, e se divertir. Segundo ela, a grade de apresentações não decepcionou. “Estão ótimas as atrações e a segurança está maravilhosa. Trouxe minha filha, está bem policiado, a organização da festa está de parabéns”, elogiou.

O representante comercial Aristides Prates foi com a mulher Daniela para o Largo Tereza Batista, dançar bem agarradinho enquanto o filho Arthur, de sete anos, se divertia com outras crianças. “Esta é uma das melhores festas de São João do Nordeste. Tem o forró, tem a comida típica baiana, a festa é maravilhosa”, disse Aristides. Daniela disse que todos os anos, pelo menos um dia, passa o São João no Pelourinho. “Já é uma tradição. Não passamos um São João sem vir aqui prestigiar a nossa festa”.

Palavra de artista

Pela segunda vez o cantor sertanejo Daniel, sucesso no Brasil e no exterior, faz um show no Pelourinho. “O Brasil é uma mistura de raças, credos e gêneros musicais e o São João da Bahia é uma síntese dessa mistura. O povo baiano tem a capacidade de assimilar vários ritmos, estilos, enfim, o São João traz a tradição, mas também outros ritmos. É um momento de confraternização, especial, para as pessoas assistirem ao show gratuito, em um espaço livre”.

A cantora Brenda Kézia, da banda de forró cearense Catuaba com Amendoim, disse que está encantada por ter cantado pela primeira vez no São João da Bahia. “Sempre foi um sonho cantar aqui. A resposta do público foi maravilhosa”. Um dos cantores da banda, Robinson Ferreira, disse que está orgulhoso por se apresentar pela primeira vez no Pelô. “Eu tinha muita vontade de fazer um show aqui. Deus realizou este sonho, está sendo bom demais para nós. Para a gente é começar esse São João com o pé direito”.

Hotelaria

A recepcionista de um dos hotéis localizados no Pelourinho, Aline Santana, disse que a festa trouxe hóspedes para o estabelecimento. “Era disso que o Pelourinho estava precisando, grandes atrações para atrair os visitantes. Até alguns dias atrás estávamos com um movimento bem fraco, agora é época de baixa estação, a chuva também afastou os turistas. Mas essa semana o movimento já melhorou muito novamente”.

Origem do forró

De acordo com o secretário da Cultura, Jorge Portugal, há duas possibilidades para a origem da palavra forró. “O professor Cid Teixeira disse que vem de forrobodó, um termo tipicamente nordestino. Outra possibilidade é que tenha vindo do inglês, ‘for all’, significando uma festa para todos. Qualquer que seja a explicação, todas elas se traduzem no São João da Bahia. É uma festa com a nossa raiz, a gente não pode abrir mão do nosso sotaque baiano no forró, que é muito importante para a formação da nossa identidade”.

Os festejos de São João prosseguem até o dia 29 no Pelourinho. Realizado pelo Governo do Estado, por meio do Centro de Cultura Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e da Bahiatursa/Secretaria Estadual de Turismo, o evento é gratuito e inclui trios nordestinos e grupos de forró-pé-serra, com atrações dos credenciados do Ciclo Junino da Secult e shows que receberão apoio do CCPI.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863