Salão Baiano de Turismo divulga atrativos e gera R$ 70 milhões em negócios

Salão cumpre sua função institucional como maior evento de promoção do Estado. Foto: Tatiana Azeviche/Setur

Salão cumpre sua função institucional como maior evento de promoção do Estado.     Tatiana Azeviche/Setur

Durante três dias, o potencial turístico da Bahia foi mostrado para profissionais da área e público geral no 3º Salão Baiano de Turismo, realizado de quinta-feira (8) até este sábado (10), no Centro de Convenções, em Salvador. Com a presença das 13 zonas turísticas do estado, estandes de 87 municípios e de segmentos e produtos culturais e turísticos locais, o Salão cumpre sua função institucional como maior evento de promoção do Estado.

De acordo com o secretário do Turismo, Pedro Galvão, mais de 12 mil pessoas visitaram o 3º Salão. Os parceiros do trade estimam em R$ 70 milhões os negócios gerados durante o Fórum Internacional de Turismo, Hotelaria e Gastronomia, a Expo Hotel ABIH – Ba, Expo Alimentos & Bebidas ABRASEL-BA e a Feira de Turismo da ABAV-BA. “Mas o volume de negócios pode chegar até R$ 300 milhões, no decorrer do ano, a partir dos contatos feitos durante os eventos realizados junto ao Salão”, estima Galvão.

O secretário explicou que, esse ano, o evento “foi reduzido e focado no público profissional, mas aberto ao público para que todos possam conhecer mais os destinos turísticos da Bahia. Nossos próximos desafios serão o São João e a Copa do Mundo”.

Para Diogo Medrado, presidente da Bahiatursa, o salão foi “uma síntese muito bem construída do que é a Bahia turisticamente. Os espaços gastronômicos, apresentações de manifestações culturais, oferta de pacotes turísticos com descontos, os festivais, as festas populares, o turismo LGBT, a Stock Car, o turismo étnico, deram um resultado muito bom. E a população compareceu e participou. Os 87 municípios e as 13 zonas turísticas mostraram bem a riqueza do turismo do Estado. Se nós observarmos que a Bahia tem 154 destinos turísticos, concluímos, então, que a participação no Salão foi um sucesso”, completou.

O evento reuniu operadores e agentes de viagem de todo o Brasil, jornalistas, prefeitos e representantes dos municípios turísticos baianos, além de grupos hoteleiros, empresas aéreas, agências de receptivo e o público em geral.

Um dos destaques do evento foi a rodada de negócios, realizada em parceria com o Sebrae, que reuniu 32 operadores de turismo – 23 nacionais e 9 baianos – com mais de 50 fornecedores baianos. A intenção é apresentar os atrativos e equipamentos turísticos da Bahia e gerar oportunidades para empresários baianos. No Núcleo do Conhecimento, profissionais e estudantes tiveram acesso a palestras, como a Publicidade abusiva e enganosa, turismo de base comunitária e cooperativismo, além de cursos de atendimento ao cliente e planejamento financeiro.

O presidente da Embratur, Vicente Neto, participou do Núcleo, na sexta-feira (9), quando falou dos potenciais da Bahia para a América do Sul e das ações de promoção internacional. O secretário Pedro Galvão aproveitou a oportunidade e ‘fechou’ com Vicente o apoio para a promoção da Bahia na Lavagem de La Madeleine, na França, em setembro. O investimento será de R$ 300 mil.

“Queremos promover as nossas zonas turísticas na França, a fim de atrair mais franceses para visitar o estado”, completou o secretário. De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o país é responsável por 8,7% do fluxo de turistas internacionais que visitam a Bahia, o equivalente a 48,5 mil franceses.

A cultura baiana foi representada por 14 grupos culturais que encheram de arte e graça os três dias de programação do 3º Salão Baiano de Turismo. Passaram pelo Centro de Convenções a quadrilha junina Girassol do Iguape e grupos de samba de roda, representando a Baía de Todos-os-Santos; o grupo Reisado Samba de Raiz, da Chapada Diamantina; os romeiros de Bom Jesus da Lapa; os ícones do Cangaço, Lampião e Maria Bonita, que fizeram suas andanças pela região dos Lagos e Cânions do São Francisco.

Para divulgar o artesanato típico da Bahia, o Instituto Mauá convidou artesãos de Salvador, Arembepe, Lençóis, Entre Rios, Maragogipinho, Lauro de Freitas, Simões Filho, Paulo Afonso e Morro do Chapéu para o evento, o que gerou um volume de vendas de mais de R$ 16 mil. “É muito importante, não só culturalmente, mas como uma forma de escoar os produtos artesanais. Para nós, é mais que um espaço institucional. Aqui damos oportunidade a 18 artesãos de mostrarem seus trabalhos em estandes”, disse Rose Aguiar, gerente de Promoção e Comercialização do Artesanato do Instituto Mauá.

Ao final do evento, secretário e presidente da Bahiatursa agradeceram o empenho da equipe na realização do evento e Galvão completou: “Muito obrigado aos que acreditaram no sucesso do 3º Salão e a nossa profissão de fé aos que não acreditaram e ainda poderão ver mais no futuro.

Parceiros fazem ações paralelas ao Salão

Paralelamente à terceira edição do Salão Baiano de Turismo, realizado pela Secretaria do Turismo do Estado e Bahiatursa, aconteceram o Fórum Internacional de Turismo, Hotelaria e Gastronomia; a Expo Hotel ABIH – Ba; a Expo Alimentos & Bebidas ABRASEL-BA; e a Feira de Turismo da ABAV-BA, que contou com um feirão de  pacotes oferecidos por 30 agências de viagem para o público final com descontos de até 30%.

De acordo com José Alves, presidente da Abav-Bahia, o balanço foi positivo. “Foi excelente, a feira foi bem montada, teve um melhor projeto e racional, além de muito produtiva. O Feirão em seu primeiro ano foi um sucesso porque nós conseguimos fazer negócios. A Rodada de Negócios também teve sucesso”.

A ABIH levou para o Centro de Convenções o Hotel Conceito, para mostrar ao público e empresários ideias de como projetar ambientes que aliam sustentabilidade e inovação no segmento de hotelaria.

Já a Abrasel repetiu o sucesso da Cozinha Show, com apresentações de chefes, que ensinaram ao público como preparar uma série de pratos – com degustação – inclusive da culinária baiana. Luis Henrique Amaral, presidente da associação na Bahia, considerou a participação um sucesso. “A Cozinha show tem sido um sucesso, sempre com sala cheia. Ontem, por exemplo, cerca de mil pessoas devem ter passado pelas nossas aulas”, comentou.

As aulas não foram a única frente de atuação da Abrasel. Empresas de produtos e serviços participaram da Expo Alimentos & Bebidas, além de outros empreendimentos que divulgaram suas franquias, explicou Amaral, que também falou sobre a importância da integração institucional promovida pelo Salão Baiano Turismo, que reúne os segmentos do trade turismo e divulga o estado.

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863