Riachão é o retrato fiel da Bahia na Mudança do Garcia

A homenagem ao sambista Riachão estampada na camisa da Mudança do Garcia Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

A homenagem ao sambista Riachão estampada na camisa da Mudança do Garcia  Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

O sambista Riachão não poderia esbanjar mais felicidade, que demonstra com humildade peculiar, pinta de boa gente e cantarolando “A Fazenda do Garcia é o morro…”. Autor de Cada Macaco no Seu Galho, Vá Morar com o Diabo e Retrato da Bahia, três de suas músicas mais conhecidas, ele será homenageado na segunda-feira de Carnaval pela Mudança do Garcia, que sai em direção ao Campo Grande  e este ano conta, pela segunda vez, com o patrocínio da Bahiatursa.

Riachão vai atravessar o tradicional bairro do centro de Salvador, também conhecido como Fazenda Garcia, e entrar no Circuito Osmar ao lado da cantora Juliana Ribeiro e do Rixô Elétrico de Fred Menendez, dentre outros artistas, seguido por uma multidão de foliões fantasiados e movidos pela liberdade, a irreverência e o deboche.

“Tenho a felicidade de ter esses amigos que vão me homenagear, apesar de eu não merecer”, afirma, dizendo que vai “cantar qualquer coisa que me chegue na mente”. Aos 92 anos de idade, ele teve o nome oficializado como circuito, pelo Conselho do Carnaval, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

MANIFESTAÇÃO AUTÊNTICA - “Um dos mais importantes cortejos populares baianos, a Mudança do Garcia destaca-se pela participação popular, a diversidade de personagens que apresenta e a crítica a tudo e a todos”, diz Weslen Moreira, diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa. Ele afirma que a Empresa de Turismo da Bahia está patrocinando a Mudança por entender que se trata de uma das manifestações mais autênticas do Carnaval baiano.

Segundo o presidente da Mudança do Garcia, Rodney Martins, este ano é uma grande vitória poder  homenagear  o grande sambista Riachão, “pois essa é uma luta que vem há 15 anos,  agora aprovada pelo Conselho do Carnaval”. Ele se refere à criação do Circuito Riachão e destaca o apoio da Bahiatursa à iniciativa

“Não temos recursos próprios. Utilizamos fantasias, cartazes, carro de som e banda para expressar o nosso pensamento. A mudança do Garcia sai com quase 80 mil pessoas, dentre turistas que misturam alegria com protestos e brincam de forma lúdica e pacífica”, afirma Rodney: “O ganho é alto com investimento baixo, mas sem esse apoio seria inviável a nossa participação”.

A cantora Juliana Ribeiro diz que está muito lisonjeada, pois já dividiu palco algumas vezes com Riachão e “esse momento é especial porque, muito mais do que dar nome a um circuito, é o reconhecimento ao trabalho de Riachão”. Ela vai fazer homenagem também aos blocos afros e apresentar repertório basicamente de compositores baianos como Dorival Caymmi, Nelson Rufino e Batatinha, além de Riachão.

Fred Menendez vai animar os foliões da Mudança puxando o trio Rixô Elétrico, com cinco músicos, que chama a atenção pelo colorido (vermelho, azul, roxo, verde).  Com sua guitarra eletrizante, o Rixô tem como tema o “Furdúncio dos carnavais antigos”, relembrando o frevo e as marchinhas de Carnaval, mesclados com músicas modernas.

Ele comenta que o apoio da Bahiatursa é fundamental para o brilho do Rixô, que é  considerado um camaleão – “muda de acordo com a festa, resgatando a alegria, dando o seu melhor e brincando com o público bem de perto”.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863