Proposta da Bahiatursa de homenagear 30 anos do axé é alcançada

Aulas com o dançarino Alam Baduru foram bastante concorridas no estande da Bahiatursa Fotos: Rita Barreto/ Bahiatursa

Aulas concorridas com o dançarino Allan Bapuru no estande da Bahiatursa Fotos: Rita Barreto/ Bahiatursa

A proposta da Bahiatursa de homenagear os 30 anos da axé-music foi alcançada. Em seu estande montado no Festival de Verão de Salvador, centenas de pessoas participaram das comemorações com diversos artistas que impulsionaram a música baiana, como Tonho Matéria, Reinaldo (ex-Terra Samba) e Sarajane.

O músico e humorista Renato Fechine, mestre de cerimônias do evento, fez o que prometeu: colocou o povo para dançar no ritmo da axé-music, além de promover entrevistas com artistas convidados, utilizando de seu talento para improvisação e o carisma como humorista, lembrando diversas fases da música baiana.

Renato Fechine, Márcia Short e Robson, no camarote: projetos para 2015

Renato Fechine, Márcia Short e Robson, no camarote: bate-papo descontraído sobre projetos para 2015

Enquanto Saulo homenageava os 30 anos da axé-music, com vários convidados, na noite de sábado, no palco, Márcia Short e Robson, dois nomes da principal formação da Banda Mel, batiam papo descontraído no camarote da Bahiatursa sobre a música baiana com Renato Fechine.

“Acho que a maior homenagem que o axé pode prestar a  ele mesmo é oportunizar, remunerar de maneira digna e justa, acho que é a melhor homenagem que a gente pode receber”, disse Márcia Short.

Márcia planeja gravar um CD este ano e  vai retomar o  show Sapoti, uma homenagem à cantora Ângela Maria. “Fiz algumas apresentações no ano passado, peguei uma carta da Rouanet e não consegui um real de patrocínio. Vou renovar a carta esse ano e estou em cima de novo”.

As baianas e as fitinhas do Senhor do Bonfim:  sempre simpáticas e disputadas

As baianas e as fitinhas do Senhor do Bonfim: sempre simpáticas e disputadas

Robson pretende fazer um CD solo com musicas próprias e com parceiros e algumas regravações. “Eu quero regatar algumas para que o grande me público me conheça”, disse.  O cantor recebeu também um convite para participar de um musical baiano. “É uma coisa nova que eu estou estudando para ver se da para encarar.

Renato Fechine disse que este ano continua com o seu projeto , o espetáculo Só Acontece Comigo, com  o qual está em cartaz desde  2011. “É massa porque  é um texto que eu fiz, conta as histórias que aconteceram comigo e está sempre se renovando”, disse.

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863