Procissão de Nossa Senhora dos Navegantes enfeitou as águas da Baía de Todos-os-Santos neste sábado (5)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Baía de Todos-os-Santos foi palco de um belo espetáculo de fé, cultura e história. Na manhã deste sábado (5), embarcações enfeitaram as águas do mar da Bahia na procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, primeiro evento dos festejos da Ilha de Bom Jesus dos Passos. Conhecida popular e historicamente como “Acompanhamento”, a procissão marítima celebra, há mais de 100 anos, a fé do povo ilhéu de Bom Jesus, uma vila de pescadores tradicional cujo acesso é feito apenas por barcos e mantém tranquila e agradável estadia para turistas.

Como parte da festa de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos, organizada pela Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos (1815), a “Procissão do Acompanhamento” tradicionalmente sai da rampa do Mercado Modelo, no bairro do Comércio, em Salvador. Após a festa que aconteceu na pequena ilha, na madrugada do dia 5, a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes foi levada à Basílica da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, na capital.

Neste primeiro trajeto, cerca de 300 embarcações enfeitadas como escunas, barcos de pesca e saveiros acompanharam o barco principal com a padroeira. Tudo em ritmo de festa, com muita música. Na Conceição da Praia foi celebrada uma missa seguida da procissão do retorno de Nossa Senhora dos Navegantes à sua igreja. Antes de seguir para a ilha, a procissão passou pela Ponta do Humaitá, São Tomé de Paripe, Monte Serrat, Ilha de Maré, Paramana, Loreto e Madre de Deus até chegar ao destino final após aproximadamente cinco horas de percurso.

A ilha – A pequena Bom Jesus dos Passos, terra do cantor e compositor Gerônimo, com cerca de três mil habitantes, faz parte do conjunto de 56 ilhas da Baía de Todos-os-Santos e administrativamente pertence a Salvador. Para chegar à vila é preciso ir até Madre de Deus (a 65 km da capital), de ônibus ou carro, e de fazer a travessia de 15 minutos de barco. A ilha possui quatro praias (Pontinha, Nordeste, Ponta do Padre e a praia defronte à igreja). O mar de águas calmas é ideal para pesca e esportes náuticos.

A vila fica em torno da Igreja de Bom Jesus dos Passos (cuja imagem histórica, é uma obra do escultor Félix Pereira, do século XVIII), que está em festa desde o dia 1º de janeiro, quando foi feita a lavagem do templo para as comemorações, com participação dos moradores. A programação religiosa começou com uma novena.
O destino dispõe de área para camping e duas pousadas: Di Luis e a do Custódio. A maior é a Pousada di Luis, com 36 leitos, cujo proprietário, Luis Brito, aposentado da Petrobrás, há 20 anos se encantou pelo lugar: uma vila com menos de um quilômetro quadrado, ruas que formam um oito, toda plana e que pode ser conhecida em menos de uma hora, descreve.

Uma vez na ilha, é interessante visitar o Solar dos Duarte, as fontes da Rua, do Porrãozinho e Grande, e a capela de Nossa Senhora da Conceição, além da Igreja de Bom Jesus dos Passos. No mais, é ir até a Conceição da Praia na manhã deste sábado (5) e aproveitar mais uma bela e tradicional festa do povo da Bahia.

Serviço
O quê: Festa do Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos e procissão de Nossa Senhora dos Navegantes
Onde: Ilha de Bom Jesus dos Passos
Como chegar: pegar embarcações em Madre de Deus (a 65 km de Salvador)
Onde ficar: Pousada di Luis (71 3297-3105) ou Pousada do Custódio (71 3297-3234)
Onde comer: João do Pirão, Pastel & Cia ou Restaurante di Rosana
O que visitar: Solar dos Duarte, as fontes da Rua, do Porrãozinho e Grande, a capela de Nossa Senhora da Conceição, Igreja de Bom Jesus dos Passos, praias da Pontinha, Nordeste, Ponta do Padre e a praia defronte à igreja

 

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863