Pesquisa confirma a Bahia como terceiro destino turístico do Brasil

Uma pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), feita este ano a pedido do Ministério do Turismo, confirma o que todo mundo já sabe. A Bahia é o terceiro entre os principais destinos turísticos de estrangeiros que chegam de avião ao Brasil, atrás apenas de São Paulo e do Rio de Janeiro, e líder na região Nordeste. De acordo com o levantamento, o Estado responde por 6% dos mais de cinco milhões de visitantes internacionais que pisam em solo brasileiro, contra 2% de Pernambuco e outros 2% do Ceará, principais concorrentes da Bahia.

Ainda segundo a Fipe, a Bahia possui um fluxo anual de nove milhões de pessoas, incluindo turistas estrangeiros e brasileiros de outros estados, sobretudo de Minas Gerais e São Paulo, e baianos viajando pelas 13 zonas turísticas do Estado. A fim de garantir esse resultado, o governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo (Setur) e da Bahiatursa, realiza uma série de ações que vão desde a promoção turística nos mercados emissores no Brasil e no exterior, até investimentos em infraestrutura, qualificação profissional e realização de eventos na capital e no interior. Este ano, a ocupação nos 22 hotéis de grande porte de Salvador, principal termômetro do setor, atingiu 68% entre janeiro e novembro, quase 2% a mais que o índice medido no mesmo período do ano anterior. O desempenho da atividade, que é o melhor desde o ano de 2006, foi medido pelo Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Salvador e Litoral Norte. Para ajudar o setor privado a obter sucesso, a Bahiatursa participa das principais feiras e eventos voltados para o turismo, no Brasil e no exterior, com diversas atividades, que vão desde participação com grandes estandes que possuem um vasto material promocional do Estado, até a capacitação de agentes e operadores de viagem. Exemplos disso são a Abav, no Rio de Janeiro, o Salão Nacional de Turismo, em São Paulo, a FIT, em Buenos Aires, além de feiras em Madri, Berlim, Estados Unidos, França, e eventos voltados para o turismo náutico, como a São Paulo Boat Show e Rio Boat Show.

A Bahiatursa também atua na captação de voos charters e regulares vindos do exterior para o estado. Nesta temporada de verão, serão 12 charters da Argentina, que sairão das cidades de Córdoba, Buenos Aires e Rosário com destino a Salvador e Porto Seguro, trazendo mais de 20 mil visitantes. Outras operações para países como França, Portugal e Itália também estão em curso e prometem aquecer ainda mais o verão baiano.

Em 2011, novos roteiros, produtos e segmentos iniciaram um processo de consolidação, como o São João da Bahia, responsável pela comercialização de 35 mil pacotes turísticos para o Estado, num período considerado de baixa estação, e o GP Bahia de Stock Car, que garante um incremento de 20% na ocupação hoteleira de Salvador, também num período de pequena procura.

A Rota do Chocolate e o Enoturismo também são os novos roteiros e segmentos que, cada vez mais, vêm ganhando adeptos. Na Vinícola Ouro Verde, em Casa Nova, no norte do Estado, já há um fluxo mensal de aproximadamente dois mil visitantes.

Em relação a investimentos em infraestrutura, capacitação e criação de políticas públicas, a Bahia também registrou diversos avanços em 2011. Resultados importantes foram obtidos através da política de incentivos ao turismo náutico e também a ampliação da malha aérea regional, com destaque para o anúncio da vinda de duas grandes empresas, fabricantes de embarcações de passeio, como a Dream Yacht Charter.

Na área da aviação regional, municípios baianos como Lençóis, Ilhéus, Barreiras, Vitória da Conquista e Porto Seguro foram beneficiados com um decreto governamental que prevê a redução de impostos sobre o Querosene de Aviação, a fim de alavancar o setor.

Projetos para a Copa já estão em curso

Os principais projetos para a preparação de Salvador para a Copa 2014 já estão em curso, principalmente no que se refere à capacitação profissional. Em cinco anos, mais de 11 mil trabalhadores e microempresários participaram de cursos voltados para formação e melhoria da mão de obra nos municípios das principais zonas turísticas do estado. Os investimentos já somam R$ 13 milhões e o objetivo é capacitar outros 20 mil trabalhadores nos próximos dois anos.

Motoristas de táxi, ambulantes, camareiras, garçons, recepcionistas e policiais militares tiveram acesso a cursos que vão desde noções de atendimento ao turista, até a iniciação em um segundo idioma, dentro do Programa de Qualificação da Setur.

Outro projeto que deve ser aproveitado durante a Copa, quando Salvador vai receber 700 mil visitantes nos meses de junho e julho – 300 mil a mais do que recebe atualmente –, é o Guias e Monitores do Carnaval, que foi apontado como modelo de receptivo turístico durante palestra realizada pela Federação Nacional dos Guias de Turismo, em Brasília.

A ideia é que o projeto, que durante o Carnaval disponibiliza mais de 400 profissionais habilitados em outros idiomas para a recepção e atendimento de brasileiros e estrangeiros, seja ampliado durante a Copa.

O Disque Bahia Turismo, principal call center turístico do país, também deve ser ampliado no período da Copa. A Setur pretende ainda desenvolver projetos de acessibilidade para a capital baiana e municípios das principais zonas turísticas do estado.

Investimentos garantem melhor infraestrutura

Nos últimos quatro anos, o governo estadual investiu mais de R$ 100 milhões em infraestrutura turística. Os recursos foram aportados em projetos que vão desde a construção de estradas, até a recuperação de prédios e monumentos históricos. Em 2011, importantes obras foram entregues à população, como as de urbanização em Morro de São Paulo e Imbassaí. Na Ilha de Itaparica, a recuperação do Centro Histórico e da Fonte da Bica também avançou e as obras devem ser entregues à população em 2012.

Em Morro de São Paulo, foram investidos R$ 4,2 milhões, com recursos do Prodetur, via Banco Interamericano de Desenvolvimento, Banco do Nordeste e Tesouro Estadual, em obras que beneficiam mais de cinco mil pessoas, entre moradores locais e empresários que exploram o turismo. Os serviços foram executados com o máximo de cuidado para não agredir o meio ambiente e foram aprovados por moradores e turistas.

Entre os serviços executados pela Setur e Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) estão a construção do mirante do farol, o deque implantado sobre a areia da Segunda Praia, a urbanização das praças da Amendoeira, Aureliano Lima e da Fonte Grande, a construção do Centro Comunitário do Alto da Mangaba, bem como a limpeza e urbanização do entorno da lagoa. Além disso, foram feitas melhorias dos acessos, como a pavimentação da Rua da Prainha, Rua da Biquinha, a construção da escadaria de acesso ao farol e a pavimentação da Rua da Fonte Grande. Imbassaí, no litoral norte da Bahia, ganhou novas praças, ciclovia, estacionamentos e uma pequena passarela de acesso à praia. Os investimentos totais, incluindo na segunda etapa um projeto de saneamento básico e esgotamento sanitário, são de R$ 14 milhões e beneficiam 8,5 mil pessoas da comunidade, além de turistas e empresários.

Na Chapada Diamantina, o governo iniciou um projeto de sinalização turístico-rodoviária que vai beneficiar toda a população local e também os turistas.

Feira de São Joaquim

Em 2012, o Estado, via Setur e Conder, começa a reforma da maior feira livre do Brasil. Mais de R$ 32 milhões já estão garantidos para a recuperação da estrutura do local, que ficará maior, melhor e mais bonito.

Segundo informações da Conder, que está executando a obra, 800 boxes serão demolidos e reconstruídos. Outros 250 passarão por reforma e 150 serão mantidos, com pequenos reparos, pois estão em bom estado de conservação.

Baía de Todos-os-Santos terá US$ 85 milhões do Prodetur

O ano de 2011 também foi de planejamento para a Setur, que se prepara para adquirir, junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento, recursos de US$ 85 milhões, do Prodetur Nacional, para promover melhorias na estrutura turística da Baía de Todos-os-Santos. A direção do banco enviou técnicos em três missões a Salvador para avaliar o plano elaborado para a zona turística que conta com 56 ilhas e 18 municípios.

O objetivo do governo baiano é transformar a região no principal polo de turismo náutico do país. “Vamos construir píeres, atracadouros e dotar a região de infraestrutura para atrair diversas empresas interessadas na fabricação e aluguel de embarcações de passeio, que poderão realizar minicruzeiros pela Baía de Todos-os-Santos”, afirmou o secretário do Turismo, Domingos Leonelli.

O Prodetur Nacional também prevê a recuperação de alguns sítios históricos e a implantação de um SAC Náutico, no Terminal do Comércio, que já foi conhecido como Cais da Bahiana.

Deixe seu comentário

Redes Sociais


3ª Avenida, Nº 390, 2º andar Plataforma 4 - Ala Norte Centro Administrativo da Bahia - CAB. CEP: 41.745-005 (ver mapa) | Tel: +55 71 3115-6091