Pablo e Solange Almeida arrastam multidão no Carnaval da Bahia

O sábado teve ainda Preta Gil, Luiz Caldas, Carla Perez , BaianaSystem e Rosy Banda na Barra e na Avenida

Pablo cantou inúmeros sucessos como  Fui Fiel Foto: Fred Pontes/ Bahiatursa

Pablo cantou inúmeros sucessos como Fui Fiel Foto: Fred Pontes/ Bahiatursa

A sofrência de Pablo, a batida eletrônica da banda BaianaSystem, sucessos de antigos carnavais com Preta Gil a estreia solo de Solange Almeida fizeram a alegria dos foliões na terceira noite do Carnaval da Bahia. Patrocinadas pelo Governo da Bahia, por meio da Bahiatursa, as atrações desfilaram neste sábado à noite na Barra (Circuito Dodô), ao lado do incansável Luiz Caldas, que já havia levantado a multidão na sexta-feira.

No Campo Grande (Circuito Osmar), Carla Perez animou a criançada, puxando o bloco sem cordas Algodão Doce, e recebeu como convidados o marido, Xanddy, a ex-companheira de É o Tchan Scheila Carvalho e os palhaços Patati e Patatá. Muitos sucessos fizeram a alegria da criançada e dos adultos também. Em seguida, a Rosy Banda levou seu bailão para a Avenida.

Depois de três anos sem cantar no Carnaval da Bahia, Pablo dominou o público com hits como Tá Fazendo Falta, Fui Fiel e Porque o Homem Não Chora. Uma multidão o acompanhava nas letras da música, exalando o clima característico de sofrência do ritmo baiano arrocha. Em seguida, Preta Gil colocou todo mundo para dançar e pular com canções alegres e contagiantes: “Eu quero um banho de cheiro, eu quero um banho de lua…”

Solange Almeida estreou solo no Carnaval da Bahia, após se separar de Xand e da banda Aviões do Forró. Com um look ousado, homenageou a mamãe Ivete Sangalo e propôs um brinde ao público da folia baiana. Luiz Caldas, que havia desfilado na noite anterior, mostrou novamente por que é considerado o pai do axé, dono de inúmeros sucessos que passeiam por diversos ritmos.

A apresentação inconfundível e politizada do bandleader Russo Passapusso, da Baiana System, encerrou a noite na Barra. O cantor saudou o líder revolucionário Marighella e iniciu a apresentação baseada em apresentações de riffs de guitarras, muita percussão e batidas eletrônicas. Arrastou uma multidão, que já acompanha o grupo como uma profissão de fé, com músicas como Playsom, Lucro (Descomprimindo), Barravenida e Capim Guiné.

 

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863