Nova classificação hoteleira é tema de de palestra do Núcleo do Conheimento

A nova classificação hoteleira foi tema, na manhã desta sexta-feira (18), das palestras do Núcleo do Conhecimento, que integra a programação do I Salão Baiano de Turismo, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador. A temática foi abordada pelo diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo (Mtur), Ricardo Moesch. A proposta foi a de esclarecer e discutir com o público o novo Sistema Oficial de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass).

A nova classificação hoteleira conta com sete tipologias: Hotel, Resort, Hotel Fazenda, Cama e Café, Hotel Histórico, Pousada e Flat/Apart. O objetivo da nova regra é renovar e modernizar os sistemas de classificação hoteleira, criando um serviço eficiente e visando a preparação para os megaeventos que serão realizados no país como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Para a divulgação dos novos serviços foram realizadas oficinas por diversas cidades do país, onde o público pode interagir para tirar as suas dúvidas.

Cada uma das tipologias conta com critérios específicos. Dentre eles estão infraestrutura, serviços, opções de lazer e ainda a denominação das estrelas. De acordo com Moesch, o processo classificatório é voluntário e tem validade de três anos, com a possibilidade de renovação.

O palestrante Ricardo Moesch ressaltou a importância da nova regra para o setor hoteleiro. “Todo o procedimento de classificação possibilita um padrão mínimo e também dá segurança tanto para o empreendedor quanto para os turistas, que vão saber mais do lugar que estão frequentando”, disse Moesch.

Cama e Café - A categoria Cama e Café, uma das principais classificações segundo a nova metodologia, foi alvo da segunda palestra de Ricardo Moesch no I Salão Baiano de Turismo, pela presença crescente de estabelecimentos desse tipo no setor hoteleiro. Entre as exigências para que um meio de hospedagem seja considerado um Cama e Café é que o estabelecimento seja uma residência com três unidades habitacionais, cuja oferta de serviços inclua café da manhã e a limpeza dos dormitórios. De acordo com o palestrante, esse tipo de hospedagem é o percussor das tradicionais pousadas.

Entre o público, que teve a oportunidade de discutir e tirar dúvidas sobre o assunto estava, o presidente do sindicato de hoteleiros de Feira de Santana (SindFeira), Getúlio Andrade. “Essa palestra é extremamente importante para todos os empreendedores do setor, já que nos esclarece e nos informa mais sobre a nova classificação que entra em vigor. Também ajuda os interessados em ingressar nesse ramo”, disse Andrade.

Para mais informações sobre o processo de classificação basta acessa a página oficial do Mtur (www.turismo.gov.br).

As atividades do Núcleo do Conhecimento serão retomadas durante a tarde, às 16h, com a palestra do diretor de Produtos e Destinos da Embratur, Marco Lomanto. Já às 17h, será a vez da mesa-redonda acerca do Viajante Independente. Os debatedores serão os blogueiros Ricardo Freire (www.viajenaviagem.com), Alison Mcgowan (www.hiddenpousadasbrasil.com) e Tony Galvez (http://blog.deviajeabrasil.com). Os profissionais vão falar para o público que quer viajar sem contratar agências de turismo, assim como vão mostrar a empresários baianos como conquistar esse público.

Deixe seu comentário

Redes Sociais


3ª Avenida, Nº 390, 2º andar Plataforma 4 - Ala Norte Centro Administrativo da Bahia - CAB. CEP: 41.745-005 (ver mapa) | Tel: +55 71 3115-6091