Festival Vozes na Chapada reúne grupos da Bahia e de vários estados em Mucugê

Bahiatursa apoia o evento como forma de fomentar o ecoturismo na Chapada Diamantina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um dos mais antigos e belos municípios da Chapada Diamantina, distante cerca de 450 quilômetros de Salvador, Mucugê sedia, pela quinta vez, o Festival Vozes na Chapada, que será realizado de 1 a 3 de agosto, reunindo mais de 13 grupos de diferentes cidades da Bahia e de outros estados, proporcionando a integração entre os principais cantos corais do país.

O evento, que conta com o apoio da Bahiatursa, é também uma oportunidade de fomentar o ecoturismo na região. De arquitetura colonial totalmente preservada, a cidade de Mucugê, fundada no fim do século XVIII, foi um dos principais centros de exploração de ouro e de diamantes, e, assim como Rio de Contas, Andaraí e Lençóis, faz parte do complexo geológico que compõe o Parque Nacional da Chapada Diamantina, uma região rica em beleza natural com cachoeiras, cânions e montanhas.

TURISMO NO INTERIOR - O apoio institucional a eventos artístico-culturais, como o Festival Vozes da Chapada, é fundamental para o fortalecimento do turismo no interior do estado. Na avaliação de Weslen Moreira, diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa, trata-se de apresentar um turismo de base cultural, além da valorização do ecoturismo e do turismo de aventura, proporcionando um casamento entre a música de boa qualidade e os atrativos naturais da região: “O apoio está em sintonia com a estratégia da Bahiatursa de valorizar outros belos produtos que não somente o nosso carnaval e as nossas belas praias”.

 

 

 

 

 

 

Grandes eventos como o São João realizado em 77 municípios, o Festival do Chocolate e o Haleluia Fest, em Ilhéus, festivais de inverno em Lençóis e Vitória da Conquista, e a Flica – Festa Internacional Literária, em Cachoeira, contaram com o apoio da Bahiatursa, que também apoiou, no mês de julho, o Festival de Jazz do Capão, também na Chapada Diamantina, um grande evento que lotou os estabelecimentos hoteleiros do município, aquecendo a economia local.

OCUPAÇÃO HOTELEIRA – “Atualmente, o festival ocupa uma posição de destaque no calendário de eventos da Bahia e de Mucugê. O setor hoteleiro tem quase 100% de ocupação nos dias de festival, e o comércio já declara que a data se equipara ao São João”, destaca Lidia Pina, coordenadora do festival.

Tradicionalmente, o evento presta uma homenagem a personalidades do canto coral baiano e brasileiro. Este ano, vai homenagear a Associação de Professores de Educação Musical da Bahia (Apemba). Pioneira, a instituição realizou mais de 50 encontros de Corais, promove cursos e oficinas, tendo à frente a maestrina Elena Escariz.

“Os encontros promovidos pela Apemba fomentaram o entusiasmo pelo canto coral na Bahia e oferecem excelente alternativa de escoamento para a produção cultural por parte dos Corais baianos”, enfatiza Alcides Lisboa, maestro e diretor artístico do Festival Vozes na Chapada.

Corais de diferentes segmentos, religiosos, grupos ligados a empresas públicas e privadas, e independentes participam do festival. Nesta edição, a organização do evento espera receber um público estimado em cinco mil pessoas. Ângela Pina, produtora cultural e organizadora do evento, antecipa que entre os corais da Bahia já se inscreveram grupos de Salvador, Feira de Santana, Tremedal além de um coral de Pernambuco.

PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira, 1 de agosto

- 20h: Concerto de Abertura, em frente à Câmara Municipal de Mucugê

- 22h: Degustação de prato típico na Praça dos Garimpeiros

Sexta-feira, 2 de agosto

- 9h30min: Concerto Campal, palestra e visitação ao Sítio Ecológico do Projeto Sempre Viva

- 15 às 16h30min: Oficina de técnica vocal, ministrada pela mestra Ana Paula Barreiro

- 20h: Concerto no Centro Cultural Antonio Carlos Medrado (Clube Social)

Sábado, 3 de agosto

- Durante o dia, os corais podem visitar pontos turísticos da região. Entre eles, Cachoeira das Andorinhas, Cemitério Bizantino e Museu do Garimpo, em Mucugê; Poço Azul, em Nova Redenção; e Poço Encantado, em Itaetê

- 17h: Passeata dos Coralistas, com a participação da Filarmônica de Mucugê

- 18h: Concerto de encerramento, na Praça dos Garimpeiros

- 22h: Apresentação da Orquestra do Maestro Fred Dantas

A produção do evento é de responsabilidade da Terra Verde Turismo e Eventos, em parceria com a Prefeitura Municipal de Mucugê e Governo do Estado da Bahia, e empresas patrocinadoras. Na direção artística do evento está o maestro Alcides Lisboa. A direção técnica é de Carlos Alberto Pereira.

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863