Estado investe R$ 1,5 milhão na capacitação de 3,3 mil feirantes de São Joaquim

O curso de capacitação profissional e empresarial para os feirantes de São Joaquim foi lançado nesta terça-feira (26), durante solenidade realizada em Salvador. Com as aulas previstas para serem iniciadas no próximo dia 9 de julho, o projeto beneficiará 3,3 mil pessoas e contará com investimentos da ordem de R$ 1,5 milhão. Os recursos são do Governo da Bahia, por meio da Secretaria do Turismo e Conder.

O secretário Domingos Leonelli destaca que o curso terá 200 horas de duração, distribuídas em 18 meses, carga horária que ele considera importante para o aprendizado. “Vamos oferecer aos feirantes um acréscimo às melhorias físicas que estão sendo executadas na feira. Não adianta só fazermos obras sem preparar o pessoal para receber a nova clientela”, disse.

Toda a qualificação, que conta também com o apoio do Sebrae e da Faculdade de Nutrição da Ufba, abordará principalmente as noções básicas de higiene, saúde e segurança alimentar, qualidade do atendimento, responsabilidade social dos feirantes, empreendedorismo e gestão de negócios, além de temas como gênero e etnia, exploração sexual, trabalho infantil, educação ambiental e outros assuntos relacionados ao ambiente da Feira de São Joaquim. No fim do curso, será produzido um guia gastronômico com os pratos preparados na feira.

Feirantes aprovam iniciativa

Durante o lançamento da capacitação, empresários e trabalhadores de São Joaquim assistiram a um documentário sobre a feira e a uma palestra sobre empreendedorismo.

Há mais de três décadas na feira, Lídio Araújo aprova a iniciativa. “Tudo que é para a nossa melhoria é positivo e se for para melhorar as condições da feira, melhor ainda”, afirmou.

Para Marcílio Costa, presidente do Sindicato dos Feirantes, a requalificação da feira é uma reivindicação antiga, assim como qualificação profissional dos feirantes para que atendam seus clientes de forma melhor. “A grade de cursos está muito boa e teremos um apoio a mais na gastronomia, pois já temos uma gastronomia própria, mas com o curso vamos aprender melhor a manipular os alimentos. Queremos qualificar para atender bem a uma nova clientela, num ambiente limpo, de forma agradável. Esta é uma oportunidade única para mim, que estou em São Joaquim há 38 anos, pois a feira é dos feirantes. É do povo”, resumiu.

Cartilhas - Durante a solenidade foram distribuídas cartilhas que tratam dos direitos e deveres dos feirantes de São Joaquim que já estão instalados desde janeiro no Galpão Água de Meninos, local onde os comerciantes ficarão até a conclusão das obras da feira.

A cartilha contempla a estrutura do Galpão Água de Meninos, assim como estabelece a forma de utilização dos bodes, bancas e pedras instaladas no local. A padronização de horários e procedimentos de higiene, por exemplo, também são itens presentes no livreto que inclui regras de bom comportamento, além dos direitos e deveres do feirante que estiver atendendo provisoriamente no Galpão Água de Meninos.

Obras em andamento

Com o intuito de melhorar as condições de uma das maiores feiras do país e de transformá-la em um polo de visitação turística, a requalificação da Feira de São Joaquim está em curso desde o início do ano, quando cerca de 500 feirantes foram deslocados temporariamente para o Galpão Água de Meninos, para o começo das obras, no primeiro trecho da feira.

O cronograma das obras foi dividido em três etapas e os investimentos são de R$ 60 milhões, sendo uma parte do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, e outra do governo estadual, por meio da Conder e da Secretaria do Turismo. As próximas serão os serviços na área da enseada e a instalação de uma completa infraestrutura, além de novas unidades comerciais. A conclusão total da obra está prevista para 2014.

Deixe seu comentário

Redes Sociais


3ª Avenida, Nº 390, 2º andar Plataforma 4 - Ala Norte Centro Administrativo da Bahia - CAB. CEP: 41.745-005 (ver mapa) | Tel: +55 71 3115-6091