Clima familiar predomina no Centro Histórico no primeiro dia do São João da Bahia

Bandas e cantores fizeram a festa nos largos do Pelourinho, Pedro Arcanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água

João Almeida, um dos artistas que se apresentaram no Largo do Pelourinho  Foto: Carol Almeida/ GOVBA

João Almeida, um dos artistas que se apresentaram no Largo do Pelourinho Foto: Carol  Garcia/ GOVBA

O melhor São João do Nordeste começou com o mais autêntico forró no Centro Histórico de Salvador, promovido pelo Governo do Estado da Bahia, por meio de Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa). Os largos do Pelourinho, Quincas Berro D’Água, Tereza Batista e Pedro Arcanjo  ficaram lotados no primeiro dia do São João da Bahia.

Coube a Gereba, a abertura da festa com o autêntico ritmo do sertão nordestino, no Pelourinho. Além de músicas de sua autoria, ele cativou o público com clássicos como O Canto da Ema (Jackson do Pandeiro), Asa Branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) e Xote das Meninas (Zé Dantas, Gonzaga e irmãos Vitale). Fez uma homenagem a Jackson do Pandeiro e a Bule-Bule, tocando o Jacksonbule, musica que compôs com Tuzé de Abreu, e recebeu a cantora Márcia Short como convidada.

O Pelourinho contou ainda com a animação de João Almeida, do Bando Virado no Mói de Coentro e da Flor Serena. Uma festa para toda a família, em que pais e filhos puderam curtir à vontade ao som da zabumba, da sanfona e do triângulo. “Foi pensando na família que fizemos essa programação. O São João da Bahia é uma festa em que todos brincam sem confusão, na melhor harmonia”, disse o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado.

No Quincas Berro D’Água, a banda Ralabuxo fez o público dançar ao som de sucessos como Sebastiana (“E gritava A-E-I-O-U-Ypsilone”), novamente relembrando Jackson do Pandeiro, e  Paraíba (“Paraíba masculina, muié macho sim, senhor”), de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira.  Por lá passaram também sarapatel Com Pimenta e Vinny Brasil com muita animação até as primeiras horas da madrugada.

Quem abriu a festa no largo Pedro Arcanjo foi a banda Cole Comigo com muita arrocha no pé e lembrando músicas como Camarote (“Agora assista aí de camarote, eu bebendo gela, tomando ciroc”), de Wesley Safadão, e Meu Violão e Nosso Cachorro (“Se nosso amor se acabar, eu de você não quero nada, pode ficar com a casa inteira e o nosso carro…”), de Simone e Simaria.

O Pedro Arcanjo contou ainda com o autêntico forró do Xote de Anjo e da Alpercata de Arrasto. No largo Tereza Batista a banda Forró Frutos Nordestinos iniciou a noite relembrando Suite 14, de Maurício Mello (“Banheira de espuma, nós dois se amando e a lua por testemunha”) e foi buscar inspiração também no forró, cantando, dentre outros, sucessos de Luiz Gonzaga. Jó Miranda e Xote Bacana fecharam a noite com muito arrasta-pé.

Saiba de tudo sobre as festas acessando o site do São João da Bahia.

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863