Cerca de 4 mil pessoas circulam diariamente pelo estande da Bahiatursa na ExpoCatólica

 

 

Estande Bahiatursa2Aproximadamente quatro mil pessoas circulam diariamente pelo estande da Bahiatursa na ExpCatólica – Bote Fé Brasil, que acontece até a próxima sexta-feira (26) no Riocentro, no Rio de Janeiro, em paralelo à Jornada Mundial da Juventude. A principal procura é por ícones da cultura religiosa do estado, como as fitas do Senhor do Bonfim, a figura de Irmã Dulce e as baianas tipicamente caracterizadas,  informa o coordenador de Turismo Religioso da Secretaria do Turismo da Bahia, José Carlos Oliveira.

Um interesse muito grande também se tem observado pela água dos milagres de Nossa Senhora das Candeias, cuja festa encontra o ponto alto em 2 de fevereiro, com a presença dos romeiros na cidade do Recôncavo baiano. “Os que visitam o estande da Bahiatursa manifestam surpresa ao descobrir que a Bahia dispõe de um grande número de roteiros para a peregrinação, oração e troca cultural”, afirma José Carlos.

Da devoção a Bom Jesus da Lapa às aparições de Nossa Senhora a Pedro Régis em Anguera, município do semiárido baiano que atrai anualmente milhares de fiéis católicos à Fazenda Malhada Nova, tudo parece uma grande surpresa aos olhos dos visitantes. E é esse tipo de reação que a Bahiatursa e a Setur se propõem a provocar, na intenção de aumentar a receita e o número de turistas de outros estados no segmento católico, já que o público predominante nos eventos religiosos da Bahia é formado pelos próprios baianos.

 

RELIGIÃO É RELIGAR – Brasileira de Aracaju, missionária há quatro anos em Macau, da congregação franciscana de Nossa Senhora, a irmã Maria das Virgens veio com um grupo de 10 pessoas da região colonizada pelos portugueses, sob a administração da China desde 1999. Para ela, que assistiu ao vídeo sobre a festa de Santa Bárbara, a religião serve para religar aquilo que é bom ao que as pessoas veem como negativo. “Há uma mistura, um sincretismo e a liberdade religiosa sem divisão”, afirmou, lembrando das dificuldades de evangelizar na China.

O cantor Dielson Lopes, que fez um show bastante concorrido no estande do Mundo Novo, ao lado da equipe da Bahiatursa, também assistiu aos filmes sobre as festas religiosas de Salvador e ficou encantado com o que chamou de uma amostra muito rica da fé do povo baiano e do que a Bahia tem de valioso. “É uma expressão de brasilidade fantástica. Eu só fico feliz em fazer parte desse povo brasileiro e queria muito poder estar com vocês lá para fazer o nosso show, mostrando um pouco do pão de queijo e da goiabada do mineiro e comer o acarajé da Bahia”.

Para Marcus Vinicius Doelinger Assad, prefeito do município de Anchieta (Espírito Santo), o Brasil carece um pouco desse acervo religioso e cultural mostrado pela Bahia. “Por ser uma feira que atingiu o patamar mundial, com a Jornada Mundial da Juventude, o que estados como a Bahia estão fazendo, na ExpoCatólica,  é muito importante para divulgar os municípios com expressividade religiosa. Assisti ao vídeo de Santa Bárbara, achei fantástico, mostrou a força e a crença que a santa transmite ao povo”.

Eleita Miss Maturidade do Estado do Rio de Janeiro este ano, Marilice Carrer circulou com a faixa por vários estandes e parou não apenas para conversar e tirar fotos, mas falar sobre seu encantamento com a Bahia e as baianas. “Vocês estão de parabéns. Estão divulgando várias cidades onde o turismo religioso é forte e isso é muito importante para o Brasil e para o mundo e principalmente porque isso vai se reverter para o próprio estado”.

 

INVESTIMENTOS – A ExpoCatólica – Bote Fé Brasil Rio 2013 conta com investimentos da ordem de R$ 1, 4 milhão do Ministério do Turismo que, até sábado, dia em que o evento foi aberto oficialmente, já havia capitalizado quase R$ 1 bilhão de movimentação interna, segundo dados divulgados por Sandro Ricardo Fernandes, secretário nacional interino de Políticas de Turismo.

“A função institucional do ministério é fomentar o turismo interno. O turismo religioso vem se mostrando uma das facetas mais importantes do Brasil. Temos diversos destinos consolidados e estamos trabalhando diversos outros destinos. Segundo cálculos do ministério, cerca de 1, 2 milhão de pessoas fazem turismo religioso interno no Brasil e cerca de 20 milhões de pessoas querem e tem necessidade de fazer turismo religioso interno”, arrematou o secretário

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863