Carnaval sem cordas fecha programação com Moraes Moreira, Sarajane e Luiz Caldas

Moraes Moreira   Foto: Rosilda Cruz/Bahiatursa

Moraes Moreira Foto: Rosilda Cruz/Bahiatursa

Último dia de total alegria e descontração marcou o Carnaval sem cordas promovido pelo Governo da Bahia, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo/Bahiatursa. Moraes Moreira,  Luiz Caldas, Sarajane, Alline Rosa, Katê e Vina Calmon com a banda Cheiro de Amor estiveram entre as principais atrações da noite.

“Foi um carnaval tranquilo, como a gente realmente pensou em fazer”, afirmou o superintendente Diogo Medrado, dizendo que já prepara a festa do próximo ano: “De hoje (quarta-feira) até sexta uma equipe da Bahiatursa participa da Vitrina Turística em Bogotá divulgando o São João e o Carnaval 2018. É o que vamos continuar fazendo durante 2017  nas diversas feiras que acontecem no mundo”, acrescentou.

Moraes Moreira mostrou grandes sucessos no circuito Dodô como Chame Gente, Carnaval em Cada Esquina e Chão da Praça.  Genard abriu a apresentação das atrações do Carnaval pipoca da Barra/Ondina, que contou também com Katê mostrando sua música de trabalho, Tô pro Crime. Seu Maxixe e Rode Torres chegaram com muita animação para encerrar o desfile.

Na Avenida, a festa começou com o Trio das Quadrilhas levando a alegria característica das festas juninas para o Carnaval. A cantora Alinne Rosa foi fantasiada de Eva, com o tema As Tentações de Alline. Vina Calmon, com a banda Cheiro de Amor,  mostrou sua versão para sucessos como We Are The World e Arerê e novidades  como Criatura. O bloco afro Ilê Aiyê também voltou a desfilar com o apoio da Bahiatursa.

Uma multidão seguiu Luiz Caldas na Avenida, a partir do Campo Grande. O cantor e compositor, autodefinido como um multiplicador de alegria, desceu o circuito cantando sucessos como Haja Amor, Tieta e O Que Que Essa Nega Quer? Logo na saída ele agradeceu ao governador  Rui Costa pela oportunidade de desfilar sem cordas e o parabenizou pelo investimento. “Sem esse apoio, o folião pipoca não estaria se divertindo tanto”.

Sarajane  homenageou  Abelardo Barbosa, o ‘velho guerreiro’ Chacrinha, que estaria completando 100 anos este ano.  A cantora também agradeceu o patrocínio do governo/Bahiatursa e seguiu cantando sucessos da música baiana, inclusive clássicos do início da axé-music que ela eternizou como A Roda, Vale e Ela Sabe Mexer.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863