Boa música, artes e literatura no primeiro Aleluia Ilhéus Festival

Até domingo (31), a cidade de Ilhéus, a 464 quilômetros de Salvador celebrou a Semana Santa com a realização da primeira edição do Aleluia Ilhéus Festival, na avenida Soares Lopes, uma das principais do município.

O Aleluia Ilhéus teve como destaque o Seminário Floresta do Chocolate, além de grandes apresentações musicais, manifestações culturais, como dança, música, teatro, literatura, gastronomia, artes plásticas e mostras circenses, sem faltar os estandes de negócios e produtos agrícolas. A festa contou  com a apresentação do padre Fábio de Melo e  com apresentações do pianista Márcio Thadeu e Banda e da Filarmônica Capitania dos Ilhéus

O evento teve apoio financeiro da Bahiatursa e, segundo o diretor de Serviços Turísticos da empresa, Weslen Moreira, “o movimento de comerciantes e visitantes no local do evento foi muito significativo”. Ainda conforme Moreira, “as pousadas ficaram  cheias e vieram caravanas de vários municípios vizinhos”.

O apoio ao festival faz parte da política de combate à sazonalidade, implementada pela Bahiatursa na região.

Projetado em um espaço de dois mil metros quadrados, o Aleluia Ilhéus Festival foi montado em uma área coberta da Praça Dom Eduardo, indo até as imediações da Praça Rui Barbosa.

Música e Literatura

Pelo palco montado ao lado da Catedral de São Sebastião, passaram  grandes nomes da Música Popular Brasileira, sempre a partir das 22 horas. A programação musical foi aberta  quinta-feira (28) com o grupo Amigas na Fé e Padre Fábio de Melo, e prosseguiou, na Sexta-Feira da Paixão, dia 29, com o pianista Márcio Thadeu e Banda e a Filarmônica Capitania dos Ilhéus. No Sábado de Aleluia, dia 30, a dupla Brena Gonçalves e Laís Marques e a banda Roupa Nova se apresentaram. No domingo, dia 31, foi  a vez da banda Scambo e do grupo O Teatro Mágico.

Os visitantes contaram ainda com uma área composta por estandes que divulgaram segmentos como artes plásticas e artesanato. O espaço teve ainda um local reservado para mostrar ao público o ciclo da cacauicultura e exposição de produtos agrícolas, além de apresentações de manifestações culturais.

No espaço Literarte, coordenado pela Academia de Letras de Ilhéus, turistas e baianos tiveram  contato com a história que envolve o universo do escritor baiano Jorge Amado. Com o tema ‘Da terra de Jorge Amado para o mundo’ o encontro abordou o2011_07_08_baía_Ilhéus_foto_João_Ramos_Bahiatursa094s principais aspectos da literatura regional, com o objetivo de estimular novos escritores.

 

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863