Bahiatursa patrocina Regata Aratu-Maragojipe

Em 2017, evento comemora 48 anos e segue como a maior competição náutica de percurso do país

Regata Aratu-Maragojipe Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

Regata Aratu-Maragojipe Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

Acontece no sábado, dia 26, na Baía de Todos-os-Santos, a maior competição náutica de percurso do país, a Regata Aratu-Maragojipe. Com três largadas na raia montada entre o Farolete da Base Naval de Aratu e a Ilha de Maré, em 2017 o evento completa 48 anos. Com o objetivo de fortalecer o turismo náutico da Bahia, a Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) será a patrocinadora máster. Um dia antes, 25, acontece a abertura, na sede do Aratu Iate Clube.

A tradicional Aratu-Maragojipe, com 35 milhas, cresce a cada ano pela sua importância no cenário esportivo náutico. A chegada coincide com as festividades em louvor ao padroeiro do município, São Bartolomeu. “Todos os anos apoiamos a Regata Aratu-Maragojipe, porque sabemos da importância deste evento para o turismo náutico da Bahia, além de reconhecer a Baía de Todos-os-Santos como uma das principais paisagens para atração do turismo”, revela o superintendente Diogo Medrado.

A regata tem uma particularidade. É uma competição de mar e rio. Metade do percurso nas águas da bela Baía de Todos-os-Santos, a outra dentro das águas do Rio Paraguaçu. As embarcações cruzam a baía e entra no rio, seguindo até Maragojipe. Passam pelas Ilhas de Maré, dos Frades, Itaparica e do Medo, por Barra do Paraguaçu e São Roque.

Nas primeiras edições do evento, a maioria das embarcações participantes era composta pelos tradicionais saveiros. Com o passar dos anos, os modernos veleiros de oceano passaram a ser os protagonistas, distribuídos em mais de 20 classes. Os tradicionais saveiros de vela de içar, hoje em extinção, também dão beleza ao evento.

A Aratu-Maragojipe é também conhecida por atrair grandes nomes do iatismo mundial, como Torben e Lars Grael. Torben, juntamente com sua família, competiu em 2010 a bordo do saveiro Vela de Içar. Já Lars participou de diversas edições. Em 2014, fez questão de competir em seu próprio veleiro, o Tangará II, sagrando-se campeão em sua classe.

A Baía de Todos-os-Santos é a segunda maior baía do mundo e a primeira de clima tropical. Entre os principais eventos esportivos locais, estão as regatas Aratu-Maragojipe, da Primavera, Aratu-Salinas, João das Botas, Marcílio Dias e 24 Horas,  além do Campeonato Baiano de Vela e a Travessia Mar Grande-Salvador.

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863