Bahiatursa mapeia atendimento aos turistas que chegam à Bahia

Nos SATs, os atendentes têm como línguas básicas o inglês e o espanhol Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

Nos SATs, os atendentes têm como línguas básicas o inglês e o espanhol Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

A Bahia continua tendo um grande movimento de turistas em janeiro. Dados da central de atendimento da Bahiatursa  apontam que, do período de 29 de dezembro a 21 de janeiro, cerca de 4.240 visitantes foram atendidos, sendo 53% brasileiros e 47% estrangeiros.

Diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa, Weslen Moreira diz que há três meses a Empresa de Turismo da Bahia vem utilizando um dispositivo que mapeia todas as informações solicitadas e fornece um perfil dos turistas na Bahia, seja em Salvador, Porto Seguro, Lençóis, Mucugê, Praia do Forte ou Paulo Afonso.

Tempo de permanência, materiais solicitados e atrativos demandados são alguns dos itens listados. “Isso é importante para que possamos orientar melhor nossas ações, no que diz respeito à publicação de novos materiais ou detectar eventuais questionamentos feitos pelos turistas”, afirma Weslen.

“Este resultado é fruto de todo um trabalho de promoção no mercado nacional e internacional que vem sendo realizado pela Bahiatursa. Os resultados desta pesquisa mostram que este trabalho está sendo bem conduzido”, avalia o presidente da Bahiatursa, Fernando Ferrero.

PAÍSES

Os países que mais utilizaram este serviço de informações foram França (14%) e Argentina (11%), dentre outros, como Alemanha (10%), Espanha (8%) e Estados Unidos (5%). Os turistas brasileiros não ficaram de fora: São Paulo teve o maior percentual, de 26%, seguido do Rio de Janeiro com 12%.

As informações mais solicitadas estão entre transporte (28%), destino turístico (17%) e hotéis (13%). O tempo de permanência nos destinos varia de um a 10 dias, sendo que 20% do número de hóspedes permaneceram por três dias e 16% por cinco dias.

Depois do português (65%), o inglês (23%) foi um dos idiomas mais falados, seguido do espanhol (8%) e do francês (2%). Os destinos mais procurados são Salvador (60%), Praia do Forte (15%) e Morro de São Paulo (8%), para turismo de lazer (89%), turismo cultural e rural (cada um com 4%).

SATs

São três postos de atendimento ao turista na capital baiana: no Pelourinho (com 38% da prestação do serviço obtida neste período), no Aeroporto Internacional de Salvador (32%) e na Rodoviária (18%). Os 12% restantes referem-se ao SAT da Praia do Forte. Em todos os Serviços de Atendimento ao Turista, os atendentes têm como línguas básicas o inglês e o espanhol.

O Disque Bahia Turismo funciona 24 horas, diariamente. Para atendimento por telefone, é só discar +55 (71) 3103-3103.

No ano passado, o Ministério do Turismo fez um levantamento, no país, do número de atendimentos dos principais postos de atendimento ao turista, os CATs. No total, foram 330 mil solicitações durante os seis primeiros meses do ano, período que inclui a Copa das Confederações.

Entre as principais cidades com esses postos, destaca-se Salvador, com 153 mil atendimentos, 8,6 mil apenas durante a Copa. Salvador é a terceira cidade turística mais visitada do país, de acordo com estudo da Demanda Turística Doméstica.

 Turistas aprovam

Os turistas que utilizam os postos do SAT em busca de informações sobre a Bahia aprovam o serviço disponibilizado pela Bahiatursa. Nos SATs, é possível obter explicação sobre transportes, solicitação de mapas da Bahia com hotéis e pontos turísticos e indicações sobre praias e passeios mais requisitados, entre outras informações. Tudo isso em até quatro idiomas.

O estudante chileno Luis Javier, 21 anos,  é um dos que aprovaram os recursos disponíveis no SAT Aeroporto, onde buscou informações sobre as praias e saiu com um mapa em mãos, após ouvir orientações da atendente. O chileno veio com a família pela primeira vez a Salvador para passear nas suas férias. “Tenho uma prima que mora na praia de Guarajuba, mas pretendo ir conhecer a Praia do Forte e Imbassaí. Espero que seja tão bom quanto é falado lá fora”, afirmou.

Eithan Josh, 30, músico australiano, com pretensão de ficar na Bahia por sete dias, ou mais, para sua viagem a passeio trouxe amigos do seu país de origem. “É a primeira vez que venho à Bahia, e pela recepção que tive, não será a última. Tenho amigos que moram em Barra Grande, de lá pretendo conhecer vários outros lugares. Espero que minha hospedagem em Barra Grande seja tão boa quanto o atendimento que eu tive aqui”, disse, referindo-se ao atendimento do SAT Aeroporto.

Vindo a trabalho, mas aproveitando para dar um passeio, o consultor de vendas Marcio Magalhães, 64 anos, foi trazido pela curiosidade de conhecer a Chapada Diamantina e procurou no posto do SAT informações sobre o destino. “Meu filho já visitou o local e me deu ótimas referências. Já sou aposentado, mas a Chapada parece ser um ótimo lugar para meu trabalho. É um lugar lindo e próspero”, disse.

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863