Bahiatursa discute fortalecimento do segmento LGBT

    LGBT Matéria

Representantes da Bahiatursa e empresários dos setores turístico e de entretenimento reuniram-se nesta segunda-feira (20), no Centro de Convenções, em Salvador, para discutir o fortalecimento do segmento LGBT nos principais destinos do Estado. Na ocasião, a presidente da Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (Abrat–GLS), Marta Chiesa, apresentou alguns números relativos ao segmento no Brasil e no mundo.

Segundo ela, o universo LGBT representa 6% dos consumidores brasileiros, e o perfil do público formado por lésbicas, gays, bissexuais e transexuais tem um gasto médio quatro vezes maior que o turista convencional de lazer. Marta Chiesa também falou sobre a importância da Parada Gay de São Paulo como evento de atração de fluxo e gerador de riquezas para o município. “Há um incremento de R$ 360 milhões na economia paulistana, fazendo deste o segundo principal evento do município, atrás apenas do GP de Fórmula 1”, acredita.

A presidente da Abrat afirmou ainda que o público gay tem condições de investir em programas culturais e outros segmentos como o turismo de aventura. “Isto traz ganhos sociais para o destino e não apenas ganhos econômicos”, completa. 

Outro aspecto destacado por Chiesa é o fato de o público LGBT ter disponibilidade para realizar viagens em qualquer época do ano, não dependendo dos períodos considerados de alta estação.

O secretário do Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, ressaltou que a Bahia é um destino que respeita a igualdade de gênero, raça e orientação sexual, “que são direitos constitucionais”. “Recentemente, concluímos cursos de qualificação profissional e empresarial voltados para o receptivo destinado ao público LGBT. A principal orientação desses cursos era justamente não diferenciar o atendimento, mas buscar atender a todos com respeito”, afirmou.

No que tange à promoção do destino, o secretário ressaltou a criação da Semana da Diversidade, evento que é concluído com a Parada Gay de Salvador, que agora faz parte do calendário turístico da cidade. “Neste período há, além da festa, seminários contra a homofobia, eventos de conscientização e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e uma vasta programação cultural”, disse o secretário, que defende a manutenção do evento numa data fixa. Este ano, a II Semana da Diversidade ocorrerá de 1º a 8 de setembro, em Salvador.

O diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa, Weslen Moreira, disse que o evento baiano voltado para a diversidade será amplamente divulgado durante a Parada Gay de São Paulo, que acontece no próximo dia 2 de junho. “A ideia é que consigamos adquirir todo o know how do evento paulista, que é sucesso em ocupação hoteleira, geração de renda e divulgação do destino”, afirmou.

Empresários aprovam encontro

Os empresários presentes aprovaram o encontro realizado no Centro de Convenções e defenderam a realização de mais cursos de capacitação para profissionais e investidores das áreas de turismo e entretenimento, como explicou José Augusto Vasconcelos, que administra uma casa de shows especializada e preside a Associação de Bares do Rio Vermelho, em Salvador. “Não adianta atrair o turista se não soubermos atendê-lo”.

Já Rozana Chagas, que é diretora de Marketing de resort na Costa dos Coqueiros, compareceu à reunião para saber mais sobre o mercado LGBT no Turismo. Ela disse que há um campo de oportunidades no setor e que o seu estabelecimento está preparado para receber os visitantes do segmento. “Temos uma estrutura para sediar eventos e também para mostrar todo o potencial da região. Nosso hotel tem cerca de 200 leitos, e esse público representa uma boa oportunidade de negócios”, concluiu.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863