Bahiatursa discute ações para II Semana da Diversidade e 12ª Parada Gay

Reunião Parada Gay 2013. Foto Rita Barreto - Bahiatursa (33)1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Representantes do Governo do Estado e do Grupo Gay da Bahia (GGB) se reuniram na manhã desta quinta-feira (18), no SAT do Pelourinho, para discutir a realização da II Semana da Diversidade e 12ª Parada Gay da Bahia.

O encontro foi coordenado pelo diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa, Weslen Moreira, e contou com a participação de integrantes da Secretaria do Turismo (Setur), Secretaria de Cultura (Secult), secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) e o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira.

A pauta do encontro foi a programação do evento. Entre as novidades, está a confirmação de 12 atrações musicais que serão divididas entre palcos, trios elétricos e praças do Pelourinho. Uma grande feira de artesanato e artes está programada para acontecer no Pelourinho, além da realização de seminários para discutir temas ligados ao universo LGBT. A II Semana da Diversidade Gay acontece de 1º a 8 de setembro, em Salvador.

As ações de promoção do evento baiano começaram a ser feitas na Parada Gay de São Paulo, em junho, com a apresentação da cantora Daniela Mercury num trio elétrico da Bahia e também com a realização de uma pesquisa de demanda LGBT com 1.037 questionários aplicados. O resultado demonstra que 16,5% dos entrevistados já participaram da Parada Gay de Salvador, 96,2% esperam conhecer a parada soteropolitana e 91,6% consideram a Bahia um destino Gay Friendly.

Das pessoas abordadas, 58% são homens, 40,5 % têm entre 25 e 31 anos, 95,6% são brasileiros e 58% paulistanos. Segundo a pesquisa, 58% acham que a segurança é o item principal para o sucesso de uma parada gay e 63,2% admitem que a diversão noturna na cidade também não pode faltar em eventos LGBT.

 

Importante mercado

De acordo com a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e e Simpatizantes (Abrat-GLS), o universo LGBT representa 6% dos consumidores brasileiros, e o perfil do público formado por lésbicas, gays, bissexuais e transexuais tem um gasto médio quatro vezes maior que o turista convencional de lazer.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863