Bahiatursa busca atrair mais turistas de novos mercados internacionais

Reunião com a Embratur, na segunda-feira (4/8), vai traçar estratégia  para a realização de ações no exterior

Diogo Medrado afirma que a intenção é aumentar a visibilidade do destino Bahia Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

Diogo Medrado afirma que a intenção é aumentar a visibilidade do destino Bahia Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

Trazer para o Brasil operadores de viagem dos mercados potenciais internacionais e fazer capacitações fora do país no sentido de aumentar a visibilidade do destino Bahia, depois de registrada grande presença de estrangeiros, no estado, durante a  Copa do Mundo.

Esta é a meta anunciada pelo presidente da Bahiatursa, Diogo Medrado, acrescentando que, no próximo dia 4 de agosto, haverá uma reunião da Diretoria de Relações Internacionais da Empresa de Turismo da Bahia com diretores da Embratur, em Brasília, no sentido de motivá-los para a realização de novas ações para a captação de mais turistas.

As ações deverão ser desenvolvidas em países da América do Sul e também  na Alemanha, Espanha, Portugal, Estados Unidos e França, que já foram trabalhados, antes da Copa do Mundo, em eventos da Embratur chamados de Goal to Brasil e que precisam de uma intensificação  de um trabalho de provocação de demanda de turistas.

SENSIBILIZAR -  A Embratur tem vários escritórios espalhados pelo mundo. A ideia, segundo Rosana França, diretora de relações Internacionais da Bahiatursa, é sensibilizar os diretores da empresa, na reunião,  para ampliar o contato com as representações desses escritórios no sentido de abrir novos mercados.

“Tem que ter uma demanda considerável. Se não tem, a gente tem que provocar. E a gente provoca como? Mostrando, anunciando nos jornais, fazendo ações como famtur, press trip, capacitação”, afirma Rosana.

Mas, para abrir o mercado, é preciso ter acesso, com novos voos, novas conexões para trazer os turistas à Bahia, alerta Rosana. “Não adianta você abrir mercado  se as pessoas não têm condições de chegar aqui. Vêm, mas a longo prazo.  Uma aeronave tem 300 acentos. Para você colocar  300 turistas nesses voos, é um trabalho que precisa ser feito ao longo dos anos”, explica Rosana.

PROMOÇÃO -  A diretora lembra que a Bahiatursa é  uma empresa de promoção de turismo, tem uma agenda comercial a cumprir, focada em operadores, no público profissional, nas companhias aéreas, que possibilitam a vinda dos turistas.

“E certamente esse trabalho será facilitado agora também nos mercados potenciais , porque os turistas que estiveram aqui  viram o que a gente tem para oferecer, a nossa estrutura  hoteleira, o nosso povo, a nossa alegria, a gastronomia, essa comida maravilhosa”, afirma.

Rosana chama a atenção para esse trabalho que a Bahiatursa vem fazendo, juntamente com a Embratur, que não é novo. “Estivemos concentrados durante esses anos na campanha da Copa do Mundo, e a gente recebeu nesse período, antes da competição, as delegações  que vieram para cá interessadas em conhecer o destino, a infraestrutura hoteleira para  o mundial de futebol”, afirma.

E agora, completa, “vamos estar voltados para este período que vai até as Olimpíadas Rio 2016, em que os estados do Nordeste estarão com preços e destinos mais competitivos”.

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863