Bahia reserva muitas atrações para quem escolhe um dos seus destinos na virada do ano

A Bahia pode proporcionar bons momentos para quem optar pelo estado como destino nas festas de fim de ano. A começar pelo maior litoral entre os estados brasileiros. Só na capital, são 50 quilômetros de costa para as homenagens à Iemanjá, orixá das águas salgadas. Reza a lenda que no último dia do ano o orixá deixa seu reino e vem passear pela terra. Como boas-vindas, recebe presentes, perfumes, flores e outros mimos. A capital terá uma grande festa na virada do ano, com 15 minutos de queima de fogos de artifício e show de Carlinhos Brown e outros artistas, no Farol da Barra.

Devoções e lendas à parte, em todo o estado, são 900 quilômetros de costa, com belas praias e ilhas. Povo místico, o baiano tem sempre uma receitinha de como terminar um e começar o outro ano seja com banhos de folha, seja com banhos de água benta. Seja depositando oferendas às águas, seja em missas ou cultos. O turista pode ver e ouvir as várias histórias sobre a data em um passeio pelos mercados de Salvador. Em um deles pode encontrar a receita ideal para a festa.

Há duas providências a tomar se optou por Salvador: uma passadinha na Feira de São Joaquim para comprar folhas perfumadas para o banho, incensos diversos e flores. A feira fica bem ao lado do terminal do sistema de travessia Salvador-Itaparica, onde atracam as embarcações ferry-boat. Um conforto para quem vai passear nas ilhas no fim de ano ou pegar a estrada com destino a municípios como Cairu, Valença e Ilhéus e quer cortar caminho em direção ao sul. Outra opção para encontrar ervas para banhos é a Passarela do Couro, próxima à Praça Castro Alves, no centro antigo da cidade.

A segunda providência, chegando antes, é uma passadinha na mais famosa das igrejas baianas. A Igreja do Bonfim, na Península de Itapagipe, Cidade Baixa, recebe dezenas de milhares de fiéis que vão assistir às missas, receber água benta, comprar fitinhas, pagar as promessas, agradecer pelo ano que termina e pedir graças para o que começa. Como a cidade é a de todos os credos, na praça defronte à igreja, pais (babalorixás) e mães-de-santo (ialorixás) do Candomblé estão a postos para rezas com folhas. É praxe vestir branco na última sexta-feira do ano e o povo baiano cumpre o ritual com muito charme. Este ano, a última sexta-feira de dezembro será no dia 28.

Depois das dicas, é hora de escolher as festas e destinos. O primeiro destino baiano ainda é Salvador, que tem como principais portões de entrada o aeroporto internacional e o porto. A maior festa de Réveillon da cidade acontece no bairro da Barra, com a queima de fogos durante 15 minutos no famoso Farol, cartão-postal da Bahia. Defronte ao monumento é montado o palco para os shows. Carlinhos Brown será a atração principal do show da virada em Salvador, mas também passam pelo palco atrações como Waltinho Queiroz, que fará a Caminhada da Paz pelas ruas do bairro, a partir das 19h30, Armandinho e Jau, com Marcia Short e Carla Visi como convidadas.

No dia primeiro dia do ano, a festa continua no Projeto Por do Som, com a apresentação da cantora Daniela Mercury, que começa ao cair da tarde, diante do por do sol do Farol da Barra.

Muitos camarotes e festas já estão confirmados, como a do edifício Oceania. Ponto nobre da festa, bem em frente ao Farol, o prédio, construído em 1942, no estilo Art Decó, é também local de um disputadíssimo camarote do Carnaval de Salvador. Ali é o início do circuito Dodô (Barra-Ondina). Os organizadores desta festa optaram pela música do grupo Batifun, com samba da melhor qualidade.

Já no Complexo de Costa do Sauípe, na Costa dos Coqueiros, o turista tem a opção de cinco hotéis para escolher, com pacotes de cinco noites, ou seja, além da festa, há a vantagem de aproveitar a praia, passeios próximos, até as atrações históricas e ecológicas de Praia do Forte ou uma ida ao Porto de Sauípe para conhecer a culinária e o artesanato do Litoral Norte ou simplesmente aproveitar para descansar nos últimos dias do ano. O mais sofisticado é o Sauípe Premium, cujo pacote custa R$7.555. Depois, os Sauípe Class, Club, Park e Fun, que custam R$6.295; e as Sauípe Pousadas, R$3.150.

Bom, mas há quem queira passar o último dia longe de Salvador, mas com um festão tão movimentado quanto o da capital. Então, a sugestão pode ser o agito do Terra em Transe Festival, que vai acontecer de 28 de dezembro de 2012 a 2 de janeiro de 2013, na Praia do Garcez, em Jaguaripe. A maratona de shows contará com 50 DJs. Os brasileiros como Nazca, Xcamas e Divinori vão receber artistas da Grécia, França, Itália, Bolívia e Argentina. Jaguaripe, a 240 km de Salvador, é ideal para aventuras e esportes. A cidade oferece ondas fortes para os surfistas, trilhas na Mata Atlântica entre outros encantos naturais e culturais da região da Baía de Todos-os-Santos. Há um porto que recebe embarcações de médio porte. O passaporte para todos os dias do festival custa R$ 280.

Outros hotéis e pousadas vão oferecer festas ou pacotes de hospedagem, entre os quais Hotel Canto do Mar, em Guarajuba, Grand Hotel Stella Maris Resort (Praça de Stella Maris), Réveillon do Iberostar (Praia do Forte), Réveillon do La Torre Resort (Porto Seguro), Réveillon do Hotel Transamérica (Ilha de Comandatuba, Una), Réveillon do Alpina Hotel Mucugê (Chapada Diamantina), Réveillon do Cana Brava Resort com festa Batuba Beach (Ilhéus), Réveillon do Monte Pascoal Praia Hotel (Salvador, na Barra).

As festas em Salvador também acontecerão em restaurantes famosos e salas de eventos, como o Restaurante Amado (Avenida Lafayete Coutinho, Comércio) e clubes como o Yacht Clube da Bahia, que promove o Réveillon Magia das Águas. Veja mais opções no site Verão na Bahia (www.verao.bahia.com.br).

 

 

Deixe seu comentário

Redes Sociais

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-010 (ver mapa) | Tel: +55 71 3116-6814/6863