Bahia participa da XVI edição do Festival da Lusofonia Macau, na China

A Bahia promete uma participação diferenciada com a divulgação de elementos essenciais como culinária, artesanato e música.

A Bahia promete participação diferenciada, com divulgação de elementos como culinária, artesanato e música

).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
A Bahia será um dos destaques da XVI edição do Festival da Lusofonia Macau China. Com o apoio da Secretaria do Turismo e da Bahiatursa, o estado vai representar pela primeira vez o Brasil no evento, que acontece de 27 de outubro a 7 de novembro, na Praça Velha de Taipa, em Macau (China).

Todos os anos o Brasil marca presença com um estado, e a Bahia promete uma participação diferenciada, com a divulgação de elementos essenciais como culinária, artesanato e música. As potencialidades turísticas das 13 zonas turísticas baianas também estarão em evidência através do material promocional que será distribuído para o público ao longo do evento.

“Será uma excelente oportunidade de divulgarmos a Bahia junto aos mais de 40 operadores de turismo dos países participantes deste evento”, afirma o secretário do Turismo do Estado, Domingos Leonelli.

Durante o festival, os países de Língua Portuguesa vão demonstrar seus atrativos nos segmentos artístico e cultural. E quem passar por Macau terá a oportunidade de conhecer um pouco mais os costumes e tradições das localidades lusófonas que serão expostos em estandes espalhados por pontos turísticos da cidade. 

De acordo com a produtora Cida Brito, responsável pelo projeto envolvendo a participação do Brasil pelos próximos cinco anos, é a primeira vez que a região Nordeste será representada no evento.   “Estamos abrindo a participação do Nordeste brasileiro com a Bahia, mas o objetivo é levar a cada ano um estado diferente”, explica Cida.

No festival gastronômico, que será realizado no Hotel Sheraton, Macau, quem vai representar a culinária baiana será a quituteira Dadá, famosa pelo tempero e sorriso contagiante. A chef, que possui dois restaurantes em Salvador, um no bairro mais boêmio da cidade, o Rio Vermelho, e o outro no Centro Histórico, já elaborou um cardápio de dar água na boca, com ingredientes que serão levados especialmente para o festival.

Os pratos vão desde a casquinha de siri catado, moqueca de peixe, vatapá, arroz com fiapos de coco, salada de lula, bobó de camarão, caldo de frutos do mar, xinxim de galinha, feijão fradinho, pirão, caldo de sururu, carne do sol com pirão de leite, dentre outros.

Já o artesanato será representado pela Rede Mauanda Bankona, associação que reúne diversos terreiros de candomblé de Salvador e Região Metropolitana e desempenha um papel social muito importante na comunidade, quando filhos e filhas de santo produzem peças de matriz africana para decoração, bijuterias como pulseiras, colares, brincos, vestuários bordados e souvenir.

E na música, o cantor, compositor e produtor musical Edu Casanova  promete um show que reúne os diversos ritmos da música brasileira como o samba, o pop, MPB, sem esquecer a axé music, ritmo que o consagrou.

 Macau - Localizada numa região estratégia entre China, Japão e Europa, esta província se tornou um importante entreposto entre o Oriente e o Ocidente, permanecendo colônia de Portugal  por mais de 400 anos.

Após inúmeras negociações, em dezembro de 1999, Macau voltou para os domínios chineses se tornando Região Administrativa Especial de Macau da Republica Popular da China. Com cerca de 600 mil habitantes, aproximadamente 20 mil dominam o idioma português.  A região está em franco crescimento, tendo os jogos e o turismo como suas principais atividades econômicas.

 

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863