A magia do cacau transforma o Sul da Bahia com a Estrada do Chocolate

 

A Estrada do Chocolate oferece aos visitantes uma oportunidade de vivenciar o turismo rural Foto: Jão Ramos/ Bahiatursa

A estrada é cercada pelas belezas naturais das antigas fazendas de cacau Foto: João Ramos/ Bahiatursa

Inspiração para o escritor Jorge Amado, que tão bem soube difundir os hábitos, as tradições e o jeito de ser de um povo que viveu sob a influência dos chamados “frutos de ouro”, Ilhéus (BA) hoje é vista como um paraíso doce para os turistas. A cidade vivencia o nascimento da Estrada do Chocolate, um novo produto que aposta suas fichas no turismo rural como fonte de sustento de diversas famílias.

Com 35 quilômetros de extensão, a estrada é uma alternativa cercada pelas belezas naturais das antigas fazendas de cacau, entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca, na Costa do Cacau (BA), a 400 quilômetros de Salvador.  Trata-se de uma região de boas praias e Mata Atlântica nativa, onde o turismo tem prestígio, mas pode ter seu potencial ainda melhor explorado com as fazendas de cacau.

Para aproveitar esse potencial, a Estrada do Chocolate oferece aos visitantes uma oportunidade de vivenciar o turismo rural, com direito a passeios pelas fazendas e o acesso à experiência daqueles que conhecem a história dos coronéis de cacau e casos pitorescos.

Fazendas como Riachuelo, Provisão, Mocambo, Almada, Renascer e Leão do Ouro, famosas pela cultura tradicional do cacau, estão abertas à visitação pública. Os visitantes podem conhecer o rico mobiliário colonial, típico da época dos coronéis, e acessar um vasto acervo sobre a cultura do cacau. O ponto alto da visita inclui um passeio pelas fazendas, acompanhando todo o processo de coleta e preparo da semente, a produção e a degustação do chocolate.

HORIZONTES – Na opinião do biólogo Raimundo Mororó, da Fazenda Riachuelo, com a Estrada do Chocolate se abrem novos horizontes. “A Estrada do Chocolate vem para formatar um produto já pronto. O cacau e o chocolate, associando-se ao turismo, tornam o destino sustentável economicamente”, avalia.

Ele conta que o turista pode conhecer, na Fazenda Riachuelo, além do preparo de vários tipos de doce à base do cacau, todo o sistema de produção relacionado ao chocolate, do cultivo à embalagem, além de desfrutar de belas paisagens, vivenciando as fortes raízes culturais.

A Fazenda Mocambo, que também tem muito a oferecer para o roteiro turístico,  está sendo transformada em hotel para fomentar o fluxo de visitantes. E a Provisão oferece um cenário com barcaças de secagem do cacau, capela e o Rio Almada, que passa em toda a extensão da propriedade. A casa é em estilo colonial e abriga um museu com objetos que pertenceram ao intendente de Ilhéus, coronel Domingos Adami.

Café e quitute local feito à base de cacau

Já na estrada Itacaré-Ilhéus, junto à Casa da Tapioca, é possível conhecer o Café Cacau, que nasceu na Vila São José. O estabelecimento foi criado pela pequena empresária Marli Brito, 42, que produz mais de 100 itens feitos com cacau, mantendo o excelente sabor proporcionado pela forma artesanal de produção, como geleia, mel líquido, trufas – também com cupuaçu, bolos, patês, milk shakes, chocolates quentes e o tradicional café com cacau, dentre outros.

A pequena empreendedora é a primeira dos sete filhos de Nanci e Gilberto Alves de Lima, conhecido como “seu Beca”. Nativa de Taboquinhas (distrito de Itacaré), Marli herdou a fazenda de seu pai, que em vida resolveu distribuí-la com os sete filhos.

Com orgulho, ela conta que aprendeu muito com os ensinamentos de seu Beca e dona Nanci, por isso coloca amor em tudo o que faz. “É um privilégio ter sido criada na zona rural. Hoje tiro proveito da natureza, mas me preocupo em preservá-la. Aprendi com meu pai que não se deve quebrar os galhos nem arrancar as folhas das árvores”, pontua.

O Café com Cacau já foi visitado por famosos como os atores Juliana Paes, Camila Pitanga, Suzana Vieira, Reynaldo Gianecchini, que provaram e aprovaram os seus quitutes. Também já ganhou os holofotes com divulgação em revistas e até na TV, o que contribuiu para o seu reconhecimento nacional e internacional.

Os visitantes também podem fazer um combinado com passeios ecológicos, pescaria, equitação, fabricação de chocolate e diversas outras atividades. Além, é claro, de passar uma tarde com Marli, degustando várias guloseimas feitas artesanalmente.

HISTÓRIA – Ilhéus foi fundada em 1534 e elevada à categoria de cidade em 1881. Também conhecido como ‘Capital do Cacau’, o município tem uma economia baseada no turismo, indústria e agricultura. Já foi o primeiro produtor de cacau do mundo, mas depois da vassoura de bruxa, que infestou as plantações, a produção foi consideravelmente reduzida.

Além de abrigar um importante polo de informática e eletroeletrônicos, é também um centro regional de serviços. Atualmente, o município sedia uma universidade estadual, um porto internacional e o Aeroporto Jorge Amado, entrada para destinos muito procurados, como a própria Ilhéus, Itacaré, Canavieiras e Maraú. Tudo isso aliado a um conjunto de estradas estaduais e federais que interligam a cidade com praticamente todo o Brasil.

SERVIÇO

Como chegar:

Via terrestre:

Distância: 464 km de Salvador.

Partindo de Salvador pela BR-324, sentido Feira de Santana, subir o viaduto que dá  acesso à BR-101, daí seguir pela BA- 415 até Ilhéus, ou a 252 passando por Uruçuca até Ilhéus.

De ônibus, sair do Terminal Rodoviário de Salvador pela empresa Águia Branca [+ 55 71 4004 1010].

Para maiores informações sobre as condições das estradas, acesse o site do DNIT. Informações sobre ônibus, consultar site da AGERBA: www.agerba.ba.gov.br/transporte/duas_localidades.asp

Via aérea:

Sair de Salvador com destino a Ilhéus em voos diretos pelas empresas Tam [0300 123 1000] e Gol [0300 789 2121]. Voos diários. Aeronaves partem também do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo.

Via marítima:

O Porto do Malhado serve de ancoradouro para navios vindos de todas as partes do mundo.

Como Visitar as Fazendas:

Fazenda Riachuelo

20 km do Centro de Ilhéus

Rod. Ilhéus-Uruçuca Km 15

Tel (73) 3633-6899

Fazenda Provisão

Rod. Ilhéus-Uruçuca Km 27

(73)9906-9903 / (071)9975-7495

Fazenda Renascer

Rod. Ilhéus-Uruçuca, Km 25

(73) 3231-3996

Fazenda Almada

Rod. Ilhéus-Uruçuca, Km 18,5

Tel: (73) 3633-6649/(73) 3689-4053/ (73) 9983-5500

Fazenda Mucambo

(73) 3234-1212

Onde ficar

Hotel La Dolce Vita

Endereço: Rua  A, nº 114 – Rodovia Ilhéus-Olivença, km 2,5, Loteamento Jardim Paraíso. Telefone: 73 3234.1212

res@ladolcevita.com.br

Resort Tororomba

Rod. Ilhéus-Una – Km 21

Tel: (073) 3234-1400

e-mail: reservas@tororomba.com.br

Jardim Atlântico Beach Resort

Rodovia Ilhéus-Olivença, Km 2 – Loteamento Jd. Atlântico

Tel: (73) 3632-4711

e-mail: reservas@resortjardimatlântico.com.br

Kani Resort

Ilha da Atalaia

Canavieira – Bahia

Tel: (073) 9111-44967

Village Back Door Hotel

Rod. Ilhéus-Olivença, Km 13,5

Tel: (73) 3269-1141/ (73) 3269-1649

Email: reservas@villagebackdoor.com.br

Indaiá Eco Village

Rod. Olivença-Una – Km 27 – Praia do Acuípe – Ilhéus-Bahia

Tel: (73) 3634-1197/3634-6667

Email: villageindaia@uol.com.br

Ecoporan

Itacaré – Ba.Tel: 3251-2470/

E-mail: reservas@villaecoporan.com.br

Ilhéus Hotel

Rua Eustáquio Bastos,n° 144 – Centro de Ilhéus

Tel: (73)3634-4242

Aratama Pousada

Av. Beira Mar, 1.200 – Ilha de Atalaia – Canavieiras – Ba.

Tel: 3284-2347

info@aratamapousada.com

 

 

Deixe seu comentário

Última do Twitter

Palácio Rio Branco - Praça Thomé de Souza, S/N, Centro. CEP: 40.020-000 (ver mapa) | Tel: 55 71 3116-6814/6863